Notícias

Comissão debate aplicativo contra violência doméstica

Projeto "Salve Elas", que conta com o apoio da ALMG, será apresentado na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher nesta terça (28).

27/03/2023 - 11:49
Imagem

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza nesta terça-feira (28/3/23), às 14 horas, no Plenarinho IV, audiência pública para apresentar e debater o Projeto “Salve Elas”, que cria um aplicativo para o atendimento às mulheres que são vítimas de violência doméstica e que tem por finalidade impedir casos de feminicídios. A iniciativa conta com o apoio da ALMG e outros órgãos públicos.

O requerimento é da presidenta da Comissão, deputada Ana Paula Siqueira (Rede). Na justificativa do documento, a parlamentar explica que o aplicativo é de autoria da vereadora Laura Melo Vaccaro, de Carmo do Paranaíba (Triângulo) e da empreendedora política e social, Katiúscia Romano, de Goiás.

Botão

“O projeto será executado inicialmente apenas em Carmo do Paranaíba, com a possibilidade de ser ampliado para outros municípios da região. O aplicativo Salve Elas está sendo desenvolvido pela equipe InfoAlto da Universidade Federal de Viçosa (UFV), no Campus Rio Paranaíba, e conta com a parceria e apoio da UFV, do deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT), da deputada Leninha (PT), da prefeitura de Carmo do Paranaíba, da Polícia Militar e do Poder Judiciário mineiro”, explicou.

Iniciativas semelhantes já foram implantadas em outros estados e municípios mineiros. Em Uberlândia (Triângulo), está disponível para download desde 2019 o “Salve Maria”, canal direto com a Polícia Militar para denúncias de diferentes tipos de abusos. Lançado pela prefeitura daquela cidade, o aplicativo permite reportar, pelo celular, violências de ordem física, psicológica, patrimonial, moral e sexual.

O aplicativo, que já está em funcionamento, também permite informar se o caso está ocorrendo no exato momento da denúncia. Em ocorrências de urgência, basta que a denunciante utilize o “botão do pânico” no aplicativo para solicitar imediatamente a presença dos militares.

Aplicativos de funcionamento semelhante estão disponíveis também no município de Currais Novos (Rio Grande do Norte), com o nome de “Salve Ela”, e no estado do Piauí, também com o nome de “Salve Maria”.

Redes sociais ALMG

Receba as notícias da ALMG

Cadastre-se no Boletim de Notícias para receber, por e-mail, as informações sobre os temas de seu interesse.

Assine