Audiência vai debater abastecimento de água em Esmeraldas

Na reunião da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia, Copasa vai apresentar plano de ação para o município da RMBH.

03/06/2016 - 12:24

O plano de ação para universalização do abastecimento público de água para o município de Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), será debatido em audiência pública da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). A apresentação do plano será feita pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais, a Copasa.

A reunião será na próxima quarta-feira (8/6/16), às 10h30, no Plenarinho I, atendendo a requerimento da deputada Marília Campos (PT) e do presidente da comissão, deputado Cássio Soares (PSD). A audiência vai debater também a questão do saneamento básico no município.

Essa é a terceira audiência pública promovida pela Assembleia Legislativa, por iniciativa da deputada Marília Campos, para debater o tema. Em uma delas, realizada na cidade, foi criada uma comissão de moradores para acompanhar o andamento de todas as ações.

Segundo a autora do requerimento, a reunião é também uma oportunidade para discutir com a Copasa a situação do saneamento na Grande BH, já que essa é uma importante demanda das cidades que estão no entorno da Capital.

Ainda de acordo com a parlamentar, Esmeraldas enfrenta situação dramática no quesito saneamento, já que menos de 20% da população do município conta com os serviços de coleta de esgoto. E vários bairros sofrem com a falta d'água ou com cortes constantes no fornecimento.

“Essa situação precisa mudar. No ano passado, nos reunimos com a Copasa com o intuito de começar a resolver esses problemas e agora queremos saber o que foi feito”, concluiu a deputada.

Conforme informações divulgadas pelo gabinete parlamentar, após várias reuniões e audiências públicas, a Copasa já teria se comprometido a garantir o abastecimento no município até o final do ano, com investimentos da ordem de R$ 950 mil para as redes de água e esgoto.

Além disso, constaria do plano de ação da companhia a ampliação da cobertura da rede de esgoto, passando de 15% para 70% até março de 2017. O mesmo plano prevê também o fim dos caminhões-pipa nos bairros e a criação de 25 novas zonas de abastecimento.

Convidados - Foram convidados a diretora-presidente da Copasa, Sinara Inácio Meireles Chenna; o diretor de Operação Metropolitana da companhia, Rômulo Thomaz Perilli; o prefeito de Esmeraldas, Glacialdo de Souza Ferreira; o vereador Ronaldo Alves de Oliveira Brandão, da Câmara de Esmeraldas; e Mario Guimarães Filho, representante dos moradores da Bacia Vargem das Flores e da Associação do Bairro Ouro Branco.