Dalmo Ribeiro Silva elogiou o senador Antonio Anastasia
Emidinho Madeira defendeu a hidrelétrica de Furnas e a Uemg
Carlos Pimenta quer debate sobre obras paralisadas no Estado

Oradores - Reunião Ordinária de Plenário de 20/3/18

Deputados trataram da candidatura do senador Anastasia, criticaram a paralisação de obras e a privatização de Furnas.

20/03/2018 - 17:01

Anastasia
O anúncio da candidatura do senador Antonio Anastasia ao Governo do Estado, pelo PSDB, na última sexta-feira (16), em Ouro Fino (Sul de Minas), dominou o discurso do deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), nesta terça-feira (20/3/18). Segundo o parlamentar, o ato, que marcou a passagem do aniversário da cidade, foi assistido por 40 prefeitos e lideranças políticas de 70 municípios. O deputado teceu elogios ao senador, classificando-o como “homem íntegro, respeitado senador da República e referência administrativa no Estado”, e apelou à união de forças políticas em torno de seu nome. O parlamentar criticou o governo atual pelo atraso no pagamento de salários, pelo aumento de impostos, pela proposta de venda de parte da Codemig e pela paralisação de obras e programas do governo anterior, como o Fica Vivo, da área de segurança. Em aparte, o deputado Sargento Rodrigues (PDT) elogiou o discurso do colega e reforçou as críticas ao governo.

Furnas e Uemg
Emidinho Madeira (PSB) convocou para o ato público no dia 9 de abril, na Usina de Furnas, em São José da Barra (Sul de Minas), contra a tentativa de privatização da hidrelétrica, proposta pelo governo federal. “É importante defendermos juntos esse patrimônio”, exortou. O deputado lembrou que a empresa começou a ser construída há 60 anos e que sua privatização gera insegurança sobre quem e como vão conduzir e tratar a população de seu entorno. Também disse que o curso de medicina da Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg), em Passos (Sul de Minas), corre risco de ser interrompido em função de dificuldades financeiras. Ele pediu atenção do governo para evitar o sucateamento da escola. Em apartes, o deputado Cássio Soares (PSD) afirmou que o reitor da Uemg garantiu a continuação do curso e anunciou concurso para preencher vagas; Elismar Prado (PDT) mostrou preocupação com a instituição e convidou para audiência que vai debater aumento da energia elétrica; e Antonio Carlos Arantes (PSDB) confirmou participação no ato de Furnas e criticou a tentativa de venda da empresa.

Obras paralisadas
O deputado Carlos Pimenta (PDT) disse que pretende promover um debate na Comissão de Assuntos Municipais, para discutir a paralisação de obras e projetos em Minas. O parlamentar destacou sua recente passagem pelo “pequeno município de São João do Pacuí (Norte de Minas), muito bem administrado pelo prefeito Arismar, do PT”, onde visitou a creche do Programa Pró-Infância, cujas obras, sob a responsabilidade dos governos federal e estadual, ficaram paralisadas por longo tempo, sendo concluídas pela atual administração local. Citou também a estação de tratamento de esgoto construída há seis anos pela Codevasf, mas que nunca entrou em funcionamento. “Vamos promover um grande debate, com Codevasf, Funasa e prefeitos para discutir as obras paralisadas em Minas”, disse. Em aparte, o deputado Arlen Santiago (PTB) criticou o governo “pelo descalabro na Unimontes”, a Universidade Estadual de Montes Claros, cujo número de alunos teria caído de 15 mil para sete mil.

 

Consulte os pronunciamentos realizados em Plenário.