Notícias Rss

Lideranças políticas da Região Central do Estado abordaram a importância da pavimentação para o turismo e o escoamento da produção
Lideranças políticas da Região Central do Estado abordaram a importância da pavimentação para o turismo e o escoamento da produção - Foto: Sarah Torres
Parlamentares ouviram vereadores de municípios da Região Central do Estado
Parlamentares ouviram vereadores de municípios da Região Central do Estado - Foto: Sarah Torres
Trechos precários em uma estrada da região Central do Estado preocupam moradores
Representante do DEER-MG confirma licitação para obra de recuperação de um trecho da rodovia estadual
13/03/2018 16h01

Deputados cobram pavimentação de trechos da MG-220

População aguarda intervenções nos pontos que ligam Corinto ao distrito de Andrequicé e Monjolos a Diamantina.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

Os trechos da rodovia MG-220 localizados entre Corinto e o distrito de Andrequicé (no município de Três Marias) e entre Monjolos e Diamantina são hoje um entrave para o turismo e o escoamento da produção na Região Central do Estado. Essa foi a principal queixa apresentada por deputados e políticos locais nesta terça-feira (13/3/18), durante audiência da Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

Eles reivindicaram a pavimentação urgente desses trechos para o desenvolvimento econômico e social dos municípios que margeiam a rodovia. O Governo do Estado reconhece a importância da MG-220, mas alega que a crise econômica no País impossibilitou todas as intervenções necessárias.

O deputado Anselmo José Domingos (PTC), que solicitou a reunião, lembrou que, apesar de nunca ter saído do papel, o asfaltamento desses pontos da estrada foi incluído no programa estadual Caminhos de Minas em 2014.

“Desde então, o problema vem se agravando. O percurso entre Três Marias e Diamantina é uma rota turística. É também muito importante para a agricultura e a pecuária, que seguraram o PIB do Brasil em 2017”, ressaltou o deputado. O parlamentar também cobrou que as intervenções na rodovia sejam prioridade no plano para execução de obras que o governo estaria implementando.

Um dos articuladores da audiência, o ex-deputado Célio Moreira, no entanto, não acredita que haja boa vontade do Poder Executivo para que a pavimentação aconteça. “Falta compromisso com a cidade de Corinto. O trecho entre Cordisburgo e Caetanópolis, por exemplo, já está sendo recuperado. O Executivo precisa articular para buscar recursos, mas não tem diálogo nem com o governo federal”, opinou.

Célio Moreira, assim como o deputado Ivair Nogueira (PMDB), salientou que as obras trariam economia de tempo e facilitariam o transporte de mercadorias, levando dinheiro para os municípios.

Licitação - Ivair Nogueira informou, contudo, que já participou de reuniões com o governador Fernando Pimentel sobre o assunto, que resultaram em avanços. De acordo com o deputado, já há autorização para a abertura de concorrência para a elaboração de um projeto executivo para o asfaltamento dos cerca de 65 quilômetros que ligam Monjolos a Diamantina.

A informação foi confirmada pelo representante do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER-MG), Haroldo Costa. A licitação para a formulação do projeto, orçado em R$ 3,4 milhões, será no dia 9 de abril. O prazo estimado para a sua elaboração é de um ano.

Em relação ao trecho entre Corinto e Andrequicé, Haroldo disse que já um projeto para intervenção desde 2013, mas que ainda não foram liberados recursos para que as obras sejam efetivadas.

Pavimentação da rodovia é um sonho antigo

Compareceram à audiência diversos vereadores de municípios da Região Central e o prefeito de Corinto, Sócrates de Lima Filho. Eles relataram o quanto o asfaltamento da rodovia é aguardado ansiosamente pela população, que escuta promessas nesse sentido desde que a Usina Hidrelétrica de Três Marias foi inaugurada, em 1962.

“Eu tinha 17 anos quando a usina foi construída. Buscavam areia na fazenda da minha família para as obras. Na época, disseram que em pouco tempo o trecho entre Três Marias e Corinto seria asfaltado. Hoje estou com 78 anos e nada foi feito”, lamentou Paulo Roberto Bernardes, da Cooperativa Agropecuária de Corinto.

Integração - Vereadores do município e de Diamantina abordaram a força na região da produção de leite, hortifrutigranjeiros, carne suína e bovina, assim como da exploração de madeira, para reforçar os benefícios que o asfaltamento da rodovia traria para o comércio dos produtos.

Sócrates de Lima Filho, prefeito de Corinto, entregou à comissão um abaixo-assinado a favor das obras com 5 mil assinaturas. Ele destacou que a pavimentação seria muito importante para a integração entre o Triângulo Mineiro e os Vales do Jequitinhonha e Mucuri.

Desdobramentos - A comissão também recebeu requerimentos com sugestões de providências para que a pavimentação dos trechos da MG-220 seja viabilizada. Esses requerimentos serão votados na sua próxima reunião ordinária.

Consulte o resultado da reunião.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

11/10/2018

Recital com piano e flauta é destaque do Segunda Musical

Apresentação terá início às 20 horas com participação do pianista John Miranda.

11/10/2018

Galeria de Arte recebe feira de artesanato sustentável

Associação Arte, Artesanato e Cultura exporá seus produtos durante toda a semana, das 8 às 18h.

10/10/2018

Deputado Márcio Santiago (PR) perde o mandato

Deliberação da Mesa da Assembleia se baseia em decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

10/10/2018

Oradores – Reunião Ordinária de Plenário de 10/10/18

Deputado critica candidato ao governo de Minas por propor revogação de norma que beneficia pessoas com deficiência.

15/10/2018 Outubro Rosa reforça orientações de prevenção ao câncer de mama
Seu browser não suporta flash player
00:03:09 | Download (2967kb)

15/10/2018 Boletim da ALMG
Seu browser não suporta flash player
00:03:16 | Download (3064kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter