A comissão está fazendo uma série de visitas a escolas especiais, como a E. E. Pestalozzi, em BH

Deputados visitam mais uma escola de educação especial

Ação dá sequência a série de visitas para conhecer infraestrutura de instituições que atendem pessoas com deficiência.

27/10/2017 - 15:29

A Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) visitará, nesta terça-feira (31/10/17), a partir das 9h30, a Escola Estadual Doutor Amaro Neves Barreto (Avenida Ximango, 280, Bairro Flávio Marques Lisboa, em Belo Horizonte). A visita tem como objetivo conhecer a infraestrutura de atendimento aos alunos com deficiência.

O autor do requerimento para a visita é do presidente da comissão, deputado Duarte Bechir (PSD). “O nosso objetivo é avaliar as instalações, as condições de funcionamento e a intervenções necessárias para o melhor atendimento dos alunos com deficiência, garantindo o bom funcionamento desta escola", afirmou.

A instituição, fundada em 1985, atende aproximadamente 160 alunos com múltiplas deficiências, a partir dos seis anos de idade, oferecendo ensino fundamental nos turnos da manhã e da tarde.

A comissão vem realizando uma série de visitas a escolas especiais, na capital e no interior, em busca de alternativas para evitar que esses estabelecimentos sejam fechados, a contragosto da maioria dos pais e responsáveis, já que o número de alunos matriculados estaria diminuindo em virtude da transferência deles para a rede de ensino regular.

Educação inclusiva - É que até a virada do século, o sistema educacional brasileiro abrigava dois tipos de serviços: a escola regular e a escola especial. O aluno frequentava uma ou outra.

Na última década, o sistema escolar modificou-se com a proposta de educação inclusiva. Apesar das reclamações da falta de pessoal e infraestrutura, um único tipo de escola vem sendo adotado: a escola regular, para receber todos os alunos.