Escrito durante a ditadura, o roteiro passou por pequenas adaptações para fazer referência aos dias atuais

Peça sobre teatro em tempos de repressão é nesta sexta (22)

Zás recebe obra do dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, que também propõe reflexão sobre a vida do cidadão brasileiro.

18/09/2017 - 14:30

A peça teatral "Um grito parado no ar" é a atração do programa Zás desta sexta-feira (22/9/17), ao meio-dia, no Teatro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Com direção de Leonardo Lessa e orientação de Eid Ribeiro, a peça foi elaborada pelos atores do Centro de Criação para Atores e Diretores, um projeto do Sesc Palladium.

O texto original é do ator, diretor e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri, falecido em 2006. O enredo fala sobre as dificuldades de se fazer teatro em tempos de repressão. Escrito durante a ditadura militar, o roteiro passou por pequenas adaptações para fazer referência aos dias de hoje e abordar a resistência em tempos adversos.

Considerado uma das obras mais relevantes de Gianfrancesco Guarnieri, o espetáculo também propõe uma reflexão sobre a vida do cidadão brasileiro e sua vontade de se realizar na profissão escolhida.

Entre os artistas que compõem a produção, estão Rita de Cássia Pinho Maia, Tomaz Safar Sarquis Soares, Marina Clara Machado Santos, Diego Roberto Ferreira da Silva, Vanessa Gabriela Machado da Silva e Antônio Alves Barbosa Melo Neto.

Assembleia Cultural – O Zás oferece espetáculos de música, teatro, dança, entre outras manifestações artísticas, sempre às sextas-feiras, ao meio-dia, no Teatro da ALMG (Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, em Belo Horizonte).

A iniciativa integra o Assembleia Cultural, programa que marca a atuação do Parlamento mineiro na promoção das expressões artísticas e no reconhecimento e na valorização da cultura regional.