A comissão aprovou requerimentos para a realização de audiências públicas, visitas e debate público

Comissão quer debater transferência do Parque da Gameleira

Mudança consta do projeto de reforma administrativa, que retira o parque do IMA e repassa ao patrimônio do Estado.

15/06/2016 - 19:11

A transferência do Parque de Exposições Bolívar de Andrade (Parque da Gameleira) do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) para o patrimônio do Estado será discutida em audiência pública da Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Requerimento nesse sentido, de autoria do presidente da comissão, deputado Fabiano Tolentino (PPS), e do deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), foi aprovado em Reunião Ordinária da comissão nesta quarta-feira (15/6/16). A proposta de mudança consta nas proposições que integram a proposta de reforma administrativa do Executivo, enviado para a Assembleia, e os autores pedem celeridade no encaminhamento da audiência. 

A Comissão de Agropecuária e Agroindústria também aprovou a realização de audiência pública conjunta com a Comissão de Desenvolvimento Econômico, para debater a retomada do antigo Projeto Salitre pela Vale Fertilizantes. Segundo o requerimento, o projeto vai atrair aportes da ordem de R$ 1 bilhão para os municípios de Patrocínio e Araxá, no Alto Paranaíba. O projeto prevê a extração de minério de fosfato em Patrocínio e, após a sua retirada, o transporte, por meio de ferrovia, para o complexo mineroquímico de Araxá, para tratamento. O requerimento é também do deputado Antônio Carlos Arantes.

Além desses, outros requerimentos foram aprovados pela comissão. Um deles propõe a realização de mais uma audiência pública, destinada a debater os prejuízos da safra de café 2016, tendo em vista as recentes chuvas que atingiram as regiões Sul e Sudoeste de Minas Gerais.

O autor do requerimento, deputado Emidinho Madeira (PSB), justifica a proposta argumentando que as chuvas atrasaram a colheita de café, prejudicando a lavoura nas duas regiões. “A água faz com que os grãos rachem, caiam no chão e percam qualidade”, diz ele, acrescentando que os agricultores estimam perdas de até 50% no valor das sacas.

Visitas e Debates – Na mesma reunião, os deputados também aprovaram requerimentos para realização de duas visitas e um debate público conjunto com a Comissão de Segurança Pública. O debate destina-se a discutir a segurança pública no campo e as ameaças à população e às atividades rurais.

Uma das visitas será realizada à Faculdade Alis, de Bom Despacho, município do Centro-Oeste de Minas, com o objetivo de conhecer o curso de Medicina Veterinária, na próxima segunda-feira (20). A outra visita será a Brasília (DF), novamente a requerimento de Antônio Carlos Arantes, presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico.

Na Capital Federal, os deputados vão visitar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a Frente Parlamentar da Avicultura da Câmara dos Deputados e a Frente Parlamentar Mista (Câmara e Senado) da Suinocultura.

O objetivo é encaminhar pleitos e reivindicações entregues aos parlamentares estaduais na última terça-feira (14), durante reunião conjunta da Comissão de Agropecuária e Agroindústria com a Comissão de Desenvolvimento Econômico. Na ocasião, foi debatida a crise na suinocultura e na avicultura em função da alta do preço do milho e rações, além de problemas tributários e de legislação ambiental.

Consulte o resultado da reunião.