ALMG debate greve de servidores municipais de Barbacena

Categoria reivindica pagamento de salários em atraso e o cumprimento de acordo.

03/05/2016 - 17:25 - Atualizado em 03/05/2016 - 17:57

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realiza nesta quarta-feira (4/5/16), às 16 horas, no Auditório, audiência pública para debater as reivindicações dos servidores da Prefeitura Municipal de Barbacena (Região Central do Estado), que se encontram em greve. A reunião foi solicitada pelo presidente da comissão, deputado Cristiano Silveira (PT).

De acordo com a assessoria do parlamentar, os servidores estão paralisados desde a última quinta-feira (28/4), devido a atrasos de pagamento e ao não cumprimento da Lei Municipal 4.767, de 2016, que estabeleceu o reajuste de 11,67% nos vencimentos. Ainda segundo informações do gabinete, a categoria não recebeu o 13º salário de 2015, que deveria ter sido pago em três parcelas (março, abril e maio), conforme acordo com o Executivo. Alegam também que resta pagar um terço do 13º salário relativo a 2014.

“Queremos que a prefeitura dê explicações e apresente um plano para que os salários atrasados possam ser pagos e que o reajuste já aprovado seja concedido. A greve é um direito dos trabalhadores. Buscaremos estabelecer um diálogo com o Executivo para evitar acionar a Justiça”, ressaltou Cristiano Silveira.

Convidados - Foram convidados a participar da reunião representantes da Prefeitura de Barbacena, da Câmara Municipal e do sindicato dos servidores.