Dívidas comprometem mais de 50% da renda do belo-horizontino

Setor de Pesquisa do Procon Assembleia entrevistou 260 pessoas na Capital mineira em março.

31/03/2016 - 12:10

Uma pesquisa sobre o perfil do consumidor endividado em Belo Horizonte, realizada pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), mostrou que 52% dos inadimplentes, isto é, aqueles que não conseguem pagar em dia seus compromissos financeiros, têm mais de 50% de sua renda comprometida com dívidas. Os pesquisadores do Procon Assembleia entrevistaram 260 pessoas entre os dias 1º e 4/3/16. Desse total, 137 (53%) se disseram inadimplentes, enquanto que os outros 123 garantiram que estão em dia com seus pagamentos.

A maior parte dos débitos pendentes se refere a cartões de crédito ou de loja. São 57,66% dos casos. Contas atrasadas de água, luz e telefone representam 30,66% do total. A situação torna-se ainda mais crítica quando se constata que esses devedores recebem, em sua maioria (61%), entre um e dois salários mínimos por mês e 20,44% estão desempregados.

Em relação aos motivos que originaram a inadimplência, foi constatado que em 67,88% dos casos ela se deve à falta de planejamento orçamentário. A pesquisa verificou também que, entre os devedores, 64% não fazem esse planejamento. Outros 53% nunca ouviram falar sobre o assunto. Isso ajuda a explicar outro dado apresentado pelo estudo: 58% estão com o nome negativado nos serviços de proteção ao crédito.

A pesquisa do Procon Assembleia classificou os entrevistados por renda, sexo, faixa etária, situação no mercado de trabalho, estado civil e escolaridade.