Notícias

Cota de tela para audiovisual mineiro será debatida em audiência na ALMG

Comissão de Cultura promove debate com o setor nesta terça (14) para buscar sugestões para aprimorar projeto que obriga exibição de obras independentes nas salas de cinema no Estado.

13/11/2023 - 14:22
Imagem

Reunir sugestões para o aperfeiçoamento do Projeto de Lei (PL) 1.314/23, de autoria da deputada Lohanna (PV), que institui a obrigatoriedade de exibição de obras cinematográficas de produção independente nas salas de cinema no Estado.

Esse é o objetivo da audiência pública que a Comissão de Cultura realiza nesta terça-feira (14/11/23), a partir das 10 horas, no Auditório do andar SE da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), atendendo a requerimento da mesma parlamentar, que é vice-presidenta do colegiado. Foram convidados para a audiência profissionais do setor audiovisual mineiro e estudiosos da área.

Botão

Na ocasião da audiência, segundo prevê o mesmo requerimento, também será debatido o conteúdo do Projeto de Lei Federal 3.696, de 2023, mais conhecido como Projeto da Cota de Tela, que traz a obrigação que as empresas exibidoras possuem de incluir em sua programação obras cinematográficas brasileiras.

De autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP), ele visa criar espaços de oportunidade para o escoamento da produção brasileira nas salas de cinema, de forma semelhante à cota de programação que já existe na TV por assinatura.

A deputada Lohanna destaca a importância da aprovação do PL 1.314/23 para instituir uma cota de tela estadual e assim valorizar as produções locais e os profissionais que nelas atuam.

Citação

Nessa linha, a parlamentar é autora também do PL 1.192/23, que traz diretrizes para a criação de política pública para o desenvolvimento do Sistema de Mapeamento das Mulheres Técnicas, Artistas e Produtoras Culturais de Minas Gerais.

Segundo a parlamentar, a iniciativa busca que o Estado tenha mais acesso às mulheres produtoras de cultura e assim implemente políticas públicas mais eficazes. Na avaliação de Lohanna, apesar da numerosa e renomada produção artística de Minas Gerais, há uma lacuna no que diz respeito a informações sobre quem nela trabalha.

“Queremos saber quem produz, o que produz e onde estão essas mulheres. Nesse sentido, é importante que o Poder Executivo implemente um mapeamento, catalogando e produzindo dados qualificados sobre a produção cultural”, ressaltou Lohanna.

Pré-estréia do filme
“Queremos que sejam incluídas produções locais na cota de tela já estabelecida para as obras cinematográficas nacionais na TV paga visando dar mais visibilidade às produções locais, enaltecendo assim o trabalho profissional dos artistas do setor audiovisual de Minas Gerais.”
Lohanna
Dep. Lohanna

Receba as notícias da ALMG

Cadastre-se no Boletim de Notícias para receber, por e-mail, as informações sobre os temas de seu interesse.

Assine