Notícias Rss

Varginha e região apresentam demandas ao PPAG
Deputados e representantes da sociedade debateram ações do PPAG em três eixos: águas, agricultura familiar e cultura
Deputados e representantes da sociedade debateram ações do PPAG em três eixos: águas, agricultura familiar e cultura - Foto:Clarissa Barçante
23/10/2019 18h35 - Atualizado em 24/10/2019 15h46

Discussão do PPAG tem propostas sobre água e agricultura

Varginha recebeu a segunda audiência do processo participativo de debates, realizado pela Assembleia.

A cidade de Varginha (Sul de Minas) recebeu, nesta quarta-feira (23/10/19), a segunda audiência pública da Discussão Participativa do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG) 2020-2023, realizada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). O objetivo dessas reuniões é colher sugestões da sociedade para aprimorar o Projeto de Lei (PL) 1.166/19, do governador Romeu Zema, que contém o plano.

Na abertura do evento, os parlamentares destacaram algumas das demandas da região. O deputado Professor Cleiton (PSB) também ressaltou a importância da Discussão Participativa do PPAG, como uma oportunidade de a ALMG ouvir os anseios da população.

"Temos aqui o desafio histórico da questão do reservatório do Lago de Furnas, que, quando surgiu, na década de 1960, causou problemas, como à cidade de Guapé, que foi praticamente engolida. Hoje, temos a falta de água causando problemas para o turismo, piscicultura, agronegócio e agricultura familiar", disse. Professor Cleiton também denunciou o uso irregular da água do lago na Hidrovia Tietê - Paraná.

O parlamentar reforçou ainda a necessidade de políticas públicas que valorizem a agricultura familiar. "Não se enganem, a recuperação fiscal do Estado não virá das grandes mineradoras, mas sim da agricultura familiar, que tem muito a contribuir. Minas sempre dependeu dos pequenos", declarou.

O deputado Ulysses Gomes (PT) criticou a baixa execução das emendas ao PPAG. Dos R$ 20 milhões que entraram no orçamento deste ano a partir da revisão do plano para 2019, apenas 0,15% foram executados. "Este ano, tivemos a menor execução orçamentária das emendas populares nos últimos anos. O que isso significa? Até pode haver problemas econômicos no Estado, mas o orçamento não está priorizando os interesses da população", enfatizou.

O deputado disse ainda que é desgastante envolver a comunidade, que acredita na construção coletiva, e, no fim das contas, o Poder Executivo não cumprir o orçamento da forma prevista no PPAG e na Lei Orçamentária.

O deputado Doutor Jean Freire (PT) falou da questão da água no Estado e da situação do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas. A primeira audiência da Discussão Participativa do PPAG foi realizada em Montes Claros (Norte), na segunda-feira (21). Também haverá reuniões em Belo Horizonte e em Araçuaí (Vale do Jequitinhonha).

"Hoje, corremos um risco seríssimo de tirarem água de onde não tem para transportar minério, o que é um crime. Além disso, temos a monocultura do eucalipto destruindo nossas nascentes e estradas. Hoje, o Sul não tem um problema sério de fornecimento como o Jequitinhonha, mas não sabemos no futuro. Além disso 70% do que nós comemos vem da agricultura familiar. Precisamos discutir com seriedade a proibição do uso de agrotóxicos", completou Doutor Jean Freire.

Grupos de trabalho - Logo após a abertura do evento, representantes do Governo do Estado apresentaram metas do PPAG e resultados relevantes para Varginha e o Sul de Minas. Também foram apresentadas informações sobre programas como o Acelera Minas, para o desenvolvimento de politicas de ciência, tecnologia e inovação; o Turismo Competitivo, para gestão territorial de circuitos turísticos; e o Certifica Minas, para a certificação de produtos agropecuários e agroindustriais.

À tarde, os representantes da sociedade participaram dos debates, divididos em três grupos de trabalho, focados nos eixos temáticos "Agricultura Familiar"; "Águas" e "Cultura", comuns às três reuniões do PPAG no interior. Na Capital, os grupos de trabalho vão debater outros temas.

No grupo sobre agricultura familiar, uma das propostas apresentadas foi a criação de um novo centro de abastecimento regional, semelhante a um mercado municipal ou galpão do produtor. O público-alvo seriam os produtores e consumidores e o objetivo é dar aos consumidores mais um espaço para compra dos produtos diretamente dos agricultores locais.

No grupo sobre águas, foi proposta, entre outras coisas, a criação de um Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável em Varginha, o que seria uma forma de incentivar os agricultores a usar os recursos hídricos de maneira sustentável.

O grupo da área cultural apresentou, dentre suas propostas, a ideia de um diagnóstico da cadeia produtiva do turismo náutico na represa de Furnas, que seria realizado por meio da Associação dos Municípios do Lago de Furnas.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

26/10/2021

Sindicatos condenam adesão ao Regime de Recuperação Fiscal

Para entidades que representam o funcionalismo público, ajuste fiscal pode comprometer serviços públicos essenciais.

26/10/2021

Saúde, direitos humanos e transporte são abordados

Em Plenário, deputados defendem, respectivamente, profissionais de saúde, Rodoanel e barragem de Jequitaí. 

26/10/2021

Projeto sobre prescrição administrativa recebe alterações

Proposta em tramitação na Assembleia prevê cancelamento de processos paralisados por cinco anos.

26/10/2021

Aumento de pedágio fica proibido com obras atrasadas

Plenário também aprovou normas que regulamentam direitos a filiados de associações de socorro mútuo.

27/10/2021 Norma regulamenta a proteção veicular em Minas Gerais
00:02:37 | Download (2468kb)

26/10/2021 Fávio Cireno: Bolsa Família e Auxílio Brasil
00:28:00 | Download (52527kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter