Muitas linhas municipais e intermunicipais operam sem cobradores

Situação de ônibus sem cobradores volta ao debate

Comissão discutirá, em audiência pública, condições de trabalho de motoristas que têm que dirigir sem auxílio.

12/12/2018 - 15:39

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) vai realizar audiência pública, na manhã desta quinta-feira (13/12/18), para discutir a situação dos motoristas de coletivos que atuam sem a presença de um cobrador no veículo. A reunião será no Auditório, às 10 horas.

Em seu requerimento pela audiência, o presidente da comissão, deputado Cristiano Silveira (PT), lembra que o fato de o motorista também ter que fazer a cobrança de algumas passagens pode acarretar sérios riscos aos usuários desse tipo de transporte coletivo.

Desde o início da retirada dos cobradores dos ônibus coletivos, em 2009, quando teve início a bilhetagem eletrônica, o assunto tem gerado polêmica e já foi, inclusive, tema de debate na Assembleia algumas vezes.

Reuniões Interativas – Quem não puder comparecer à reunião poderá fazer parte do debate por meio da ferramenta Reuniões Interativas do Portal da Assembleia, que estará disponível no momento da audiência. Questionamentos e dúvidas poderão ser encaminhados e, ao final, serão respondidos pelos convidados.

Para a reunião desta quinta (12) foram convidados, entre outros, o defensor público-geral do Estado, Gério Patrocínio Soares; e o presidente da Associação dos Usuários de Transporte Coletivo de Belo Horizonte, Francisco de Assis Maciel.

Confira a lista completa de convidados para a reunião.