A Assembleia Legislativa já discutiu, em agosto de 2016, a possibilidade de privatização da empresa pública - Arquivo ALMG

Fechamento de agências dos Correios motiva debate na ALMG

Encerramento das atividades em 513 unidades da empresa e demissão de funcionários pautam audiência nesta quinta (7).

04/06/2018 - 14:54

O iminente fechamento de agências da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT) e a demissão de trabalhadores será pauta de debate na Comissão de Participação Popular da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) nesta quinta-feira (7/6/18), às 9h30, no Auditório. A audiência pública foi solicitada pelo presidente da comissão, deputado Doutor Jean Freire (PT).

De acordo com o parlamentar, a empresa anunciou o encerramento das atividades de 513 agências e a dispensa de mais de 5 mil profissionais. Para ele, a decisão é preocupante tendo em vista, sobretudo, o atual contexto de crise e o número de desempregados no país, que já chegou a 13 milhões. “Precisamos entender os reais motivos que levaram a direção da EBCT a tomar tal decisão e encontrar alternativas”, ressaltou.

Ainda conforme Doutor Jean Freire, a medida deve provocar significativos impactos nos Correios, fragilizando os serviços postais e financeiros, que, há 350 anos, auxiliam na integração e no desenvolvimento do Brasil. Também nota do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Minas Gerais (Sintect/MG) explicita o receio dos funcionários da empresa quanto ao futuro da estatal.

Segundo o documento, os Correios pretendem fechar inclusive agências consideradas rentáveis, direcionando os clientes a unidades franqueadas: “A decisão política da direção dos Correios de fechar agências próprias e demitir trabalhadores concursados têm o intuito de favorecer o setor privado de agências franqueadas, levando a empresa para a sua privatização total”.

Foram convidados a participar da audiência pública membros da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Correios, que atua desde 2015, no Congresso Nacional. A frente é composta por 201 deputados e cinco senadores.

Reuniões Interativas – Quem não puder comparecer à reunião poderá fazer parte do debate por meio da ferramenta Reuniões Interativas do Portal da Assembleia, que estará disponível no momento da audiência. Questionamentos e dúvidas poderão ser encaminhados e, ao final, serão respondidos pelos convidados.

Consulte a pauta da reunião.