Liminar suspendeu temporariamente o aumento, mas decisão ainda pode cair - Arquivo ALMG

ALMG vai debater o aumento das tarifas do metrô em BH

Comissão realiza audiência nesta sexta (18), para discutir reajuste de 89% no valor do bilhete.

17/05/2018 - 15:47

O aumento de 89% nas tarifas do metrô em Belo Horizonte pautará, nesta sexta-feira (18/5/18), às 10 horas, audiência pública da Comissão de Participação Popular, no Auditório da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O reajuste elevou o valor do bilhete de R$ 1,80 para R$ 3,40. Mas, desde a última segunda (14), a medida foi suspensa, liminarmente, pelo Tribunal de Justiça do Estado.

Para ampliar a discussão sobre o aumento, considerado abusivo pelos usuários, a vice-presidente da comissão, deputada Marília Campos (PT), solicitou a realização da reunião. “Tivemos uma vitória com a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça, mas se trata de uma medida frágil, uma vez que ainda cabem recursos. Por isso, continuaremos em luta para a revogação definitiva do reajuste”, afirmou a parlamentar.

De acordo com Marília Campos, o Ministério Público do Estado também acatou representação feita por ela, em parceria com o deputado Rogério Correia (PT), à 14ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Belo Horizonte. Ela conta que foi apresentado pelo órgão pedido de “tutela de urgência”, em Ação Civil Pública contra o aumento. O tribunal também acatou a ação, conforme informou.

A deputada pretende também debater a possibilidade de privatização desse sistema de transporte. Ela teme que, deixando de ser público, o preço do metrô se torne ainda mais oneroso para a população. Foram convidados representantes do Ministério Público, da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e do Executivo.

Consulte a lista completa de convidados para a reunião.