Outros cinco requerimentos foram aprovados pela Comissão das Mulheres

Assassinato de Marielle Franco motiva pedido de reunião

Comissão Extraordinária das Mulheres aprova realização de audiência pública sobre o tema.

03/04/2018 - 15:11

Os desdobramentos dos assassinatos da vereadora Marielle Franco, do Rio de Janeiro, e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes, ocorridos no dia 14 de março, serão tema de audiência pública da Comissão Extraordinária das Mulheres da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Requerimento de autoria da deputada Marília Campos (PT), com esse objetivo, foi aprovado nesta terça-feira (3/4/18).

Outros cinco requerimentos foram aprovados na mesma reunião. Um deles, também de Marília Campos, que é presdiente da comissão, é para realizar audiência pública, em Belo Horizonte, sobre o impacto da reforma trabalhista na vida das mulheres.

Outro requerimento de Marília Campos é para a realização de audiência pública sobre a candidatura e a inserção das mulheres nas eleições de 2018, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Minas Gerais (OAB-MG), em Belo Horizonte.

Outra audiência pública solicitada por Marília Campos é para debater a violência contra as mulheres, a realizar-se em Contagem (Região Metropolitana de Belo Horizonte).

Ainda de autoria de Marília Campos, foi aprovado requerimento para a realização de um ciclo de debates no ano de 2019, para debater temas e pautas apresentadas pelos movimentos de mulheres e feministas.

Por fim, foi aprovado também requerimento de autoria da deputada Geisa Teixeira (PT) para realização de audiência pública conjunta com a Comissão de Saúde, a fim de debater o Projeto de Lei (PL) 4.677/17, que dispõe sobre a implantação de medidas de informação e proteção à gestante e à parturiente contra a violência obstétrica no Estado.

Consulte o resultado da reunião.