Notícias Rss

04/09/2017 15h25 - Atualizado em 08/09/2017 14h18

ALMG se ilumina com a cor amarela em alerta ao suicídio

No Brasil, cerca de 30 pessoas se matam diariamente. Entre os jovens, houve crescimento de 30% dos casos, em dez anos.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

Nesta sexta-feira (8/9/17), parte do prédio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) se iluminará com a cor amarela, como sinal de alerta para um dos maiores problemas de saúde pública do mundo: o suicídio. A iniciativa, realizada pelo terceiro ano consecutivo, é parte da campanha nacional Setembro Amarelo, cujo objetivo é chamar a atenção da população para a realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção.

Neste mês, instituições públicas iluminam seus prédios e divulgam informações sobre o problema. Na Assembleia, as luzes amarelas serão instaladas no Espaço Democrático José Aparecido de Oliveira, mais conhecido como Hall das Bandeiras, que fica em frente à Praça Carlos Chagas, e ficarão acesas até o dia 15.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo, o suicídio é responsável por mais morte do que homicídios e guerras juntos. A estimativa é de que, a cada 40 segundos, uma pessoa se mata e, a cada três segundos, uma atenta contra a própria vida. Em 2012, cerca de 800 mil pessoas morreram no planeta em decorrência de autoextermínio.

O Brasil é o oitavo país em número absoluto de suicídios. Em 2012, foram registradas 11.821 mortes, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres. Entre 2000 e 2012, houve um aumento de 10,4% na quantidade de óbitos e um avanço de 30% entre os jovens. Dados da OMS apontam para uma média diária de 30 mortes, no País.

Segundo especialistas, 90% dos casos podem ser evitados, desde que as pessoas falem sobre o assunto e não minimizem os sinais dados pelos suicidas. Em 75% dos casos, essas pessoas comentam sua intenção.

Caminhada – No próximo domingo (10), Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, será realizada, às 10 horas, a “Caminhada de Valorização à Vida”, na Praça da Liberdade, promovida pela Associação Mineira de Psiquiatria (AMP) e pela Faculdade de Medicina da UFMG. A atividade contará com a parceria do Exército Brasileiro e do Centro de Valorização à Vida (CVV) e o apoio da ALMG e de outras instituições médicas.

A campanha Setembro Amarelo também terá divulgação nas contas da Assembleia no Facebook, no Instagram e no Twitter, e também pelo sistema de sinalização digital da Casa, com mensagens sobre os números e dicas de prevenção.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

25/04/2018

Milícia armada desafia a lei na zona rural do Norte de Minas

Denúncia de cerco a acampamento sem-terra em Montes Claros é feita em audiência da Comissão de Direitos Humanos.

25/04/2018

Violência policial motiva audiências públicas na Assembleia

Nove requerimentos foram aprovados durante reunião da Comissão de Direitos Humanos, maioria envolvendo Polícia Militar.

25/04/2018

Comissão de Agropecuária quer ouvir presidente da Copasa

A dirigente da empresa de água e saneamento será convocada para esclarecer denúncias sobre serviços insatisfatórios.

25/04/2018

Impactos da reforma trabalhista serão debatidos

Comissão do Trabalho aprova ainda audiência para discutir pensão para filhos de hansenianos.

26/04/2018 Boletim da manhã
Seu browser não suporta flash player
00:03:45 | Download (3523kb)

25/04/2018 Norte - Trabalhadores rurais denunciam violência em acampamento de sem-terra
Seu browser não suporta flash player
00:03:08 | Download (2949kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter