Notícias Rss

20/03/2017 15h55 - Atualizado em 20/03/2017 17h08

Eleito presidente da Comissão de Agropecuária

Deputado eleito criticou a operação Carne Fraca, realizada pela Polícia Federal, classificando-a como espetaculosa.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

O deputado Antonio Carlos Arantes (PSDB) foi eleito, nesta segunda-feira (20/3/17), presidente da Comissão de Agropecuária e Agroindústria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Em seu primeiro pronunciamento à frente da comissão, ele criticou a operação Carne Fraca, organizada pela Polícia Federal (PF) para combater a venda ilegal de carnes.

Segundo o parlamentar, estão sendo investigados cerca de 20 dos 5 mil pontos de abate de animais do País, de forma que qualquer generalização sobre a comercialização de alimentos produzidos por frigoríficos pode prejudicar, injustamente, todo o trabalho do setor.

Arantes classificou a operação como “espetaculosa” e apontou algumas distorções na investigação, como a conclusão de que estaria sendo misturado papelão aos alimentos. De acordo com o deputado, as menções ao papelão nas conversas gravadas estavam relacionadas apenas ao processo de embalagem das carnes.

O parlamentar também enalteceu a qualidade e o controle sanitário da carne produzida no País, “reconhecidos por diversos especialistas”. Para Arantes, a operação, da forma como foi conduzida, em vez de punir um grupo restrito de empresários, desmoralizou uma classe batalhadora.

Agenda – O deputado também abordou o trabalho que será desenvolvido pela comissão neste ano. Entre alguns temas que merecem especial atenção, ele elencou a agricultura familiar e a legislação que regulamenta o setor agropecuário.

Vice – A eleição para vice-presidente da comissão será realizada nesta terça (21).

Consulte o resultado da reunião.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

21/07/2017

Lei que autoriza criação do novo Servas é promulgada

Entidade sucederá Servas, associação civil sem fins lucrativos que, há mais de 60 anos, atua no desenvolvimento social.

21/07/2017

Promulgada lei de crédito suplementar para órgãos estaduais

Foram autorizados R$ 77 milhões para Defensoria Pública, Ministério Público e DEER

21/07/2017

Governador promulga lei que altera cargos no TCE

Nova norma cria cargos e funções para a assessoria dos novos procuradores do Ministério Público junto ao tribunal.

21/07/2017

Promulgada lei complementar que altera fundo especial do MP

Entre outras mudanças, norma introduz novas fontes de recursos e altera agente financeiro do Funemp.

21/07/2017 Lei define critérios para parcerias com a administração pública
Seu browser não suporta flash player
00:02:36 | Download (2451kb)

21/07/2017 Boletim do dia
Seu browser não suporta flash player
00:02:40 | Download (2514kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter