Reivindicações de servidores da Fhemig motivam audiência

Categoria que fez greve entre abril e maio quer retomar negociações sobre demandas não atendidas.

01/07/2016 - 13:34

Debater a pauta de reivindicações dos trabalhadores da rede pública de saúde, em especial da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig). Esta é a finalidade da audiência pública que a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG) realizará na próxima terça-feira (5/7/16), às 9 horas, no Teatro.

Solicitada pelos deputados Doutor Jean Freire (PT), Glaycon Franco (PV), Wander Borges (PSB) e do deputado licenciado Ricardo Faria (PCdoB), a reunião vai tratar da greve dos servidores da Fhemig, entre 25 de abril e 6 de maio, quando reivindicaram, entre outras demandas, a implantação da jornada de 30 horas semanais, reestruturação da carreira e valorização profissional.

De acordo com o diretor do Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde), Renato Almeida Barros, o movimento foi encerrado após um acordo com o governo estadual de que as solicitações seriam atendidas em setembro, caso o Estado conseguisse equilibrar as despesas com pessoal. Atualmente, o gasto com a folha ultrapassa o limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), o que impede o Estado de assumir novas despesas.

O sindicalista disse que também foi acordado que seria montada uma comissão para discutir e definir as reivindicações sobre carreira. Mas, segundo ele, com a mudança do secretário estadual de Saúde, agora Sávio Souza Cruz, as negociações não prosperaram. “A audiência é oportuna para retomarmos as conversas”, afirmou.

Convidados – Além do secretário e do sindicalista, foram convidados para a audiência pública o coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde (CAO-Saúde), Gilmar de Assis; e os presidentes da Fhemig, Jorge Raimundo Nahas; da Associação Médica de Minas Gerais, Lincoln Lopes Ferreira, e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Minas Gerais (Cosems-MG), José Maurício Lima Rezende.

Também são aguardados o diretor administrativo da Associação Sindical dos Trabalhadores em Hospitais de Minas Gerais (Asthemg), Carlos Augusto dos Passos Martins; o vice-presidente do Conselho Estadual de Saúde, Ederson Alves da Silva; e o ex-secretário Municipal de Saúde e Assistência Social de Barbacena, José Orleans da Costa.