Circuito automobilístico dos Cristais receberá etapa do campeonato de Stock Car
Para Gustavo Arrais, turismo pode criar empregos em Curvelo

Circuito em Curvelo vai exigir melhorias em infraestrutura

Segurança, hospedagem e acesso ao município foram preocupações levantadas em audiência nesta quinta (2), na cidade.

02/06/2016 - 13:42

A 143 km de Belo Horizonte, o município de Curvelo (Região Central do Estado) deverá colocar Minas Gerais no calendário nacional e internacional do automobilismo. Em construção na cidade, a implantação do Circuito Automobilístico dos Cristais vai demandar, contudo, investimentos em áreas como hotelaria, segurança e acessos viários e também aéreo para dar suporte ao esperado incremento do turismo na região, conforme destacado em audiência pública na cidade, realizada nesta quinta-feira (2/6/16) pela Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O circuito, que vai sediar uma das etapas do Stock Car em novembro deste ano, é visto como empreendimento importante para amplir a atratividade do município, já conhecido pelo turismo religioso e por atrações como o Forró Beneficente, realizado na primeira semana de julho.

O complexo automobilístico, que não se resume à pista, será o maior do gênero no País segundo os empreendedores, e está sendo construído em propriedade particular com área de 4.000.000 m², para receber também outros campeonatos como de Fórmula Truck, mountain bike e de motociclismo.

Mas para que o “sonho”, como citado por vários participantes, se concretize a contento, o prefeito Maurílio Soares Guimarães, apontou a necessidade de dotar cidade de um aeroporto homologado e de ampliação da pista existente. Segundo ele, em média, 1.300 ônibus já desembarcam anualmente na cidade, sobretudo entre setembro e outubro, em devoção a São Geraldo, que dá nome à basílica da cidade, a única no mundo dedicada exclusivamente ao santo italiano.

Outro novo evento na cidade, anunciado na audiência, deverá, ainda, resultar em aumento de movimento na região. Segundo o presidente da Associação Mineira dos Criadores de Zebu, Gustavo Pitangui de Salvo, deve ser realizada, em 2017, em Curvelo, a primeira exposição internacional de zebu.

A delegada regional da Polícia Civil, Margarete de Freitas Assis, explicou que, além de melhorias no efetivo para a segurança necessária ao incremento do turismo, o órgão aguarda a reforma Instituto Médico Legal (IML) do município. Ela lembrou que duas rodovias cortam a cidade, e que a unidade precisa se preparar caso o maior fluxo de carros resulte em acidentes.

Secretário alerta para profissionalização e empreeendedores para hospedagem

O secretário adjunto de Estado do Turismo, Gustavo Arrais, por sua vez, elogiou as ações em prol do turismo desenvolvidas na região e a importância do circuito para Minas e o Brasil. Mas, também, destacou a necessidade de investimentos como os do porte do circuito serem vistos de forma ampla pelos municípios que os recebem.

“O desemprego, hoje, é uma doença grave e o turismo é a solução e remédio para muitos males, mas as cidades têm que se profissionalizar”, frisou ele. Nesse sentido, o secretário adjunto lembrou a importância de oferecer infraestrutura inclusive no entorno dos municípios, e da concorrência hoje com outros circuitos turísticos até mesmo fora do País.

Entre as preocupações dos empreendedores, foi destacada especialmente a rede hoteleira, que ainda não daria conta de suportar o aumento de demandas na cidade. Ao apresentar os planos do negócio, o diretor administrativo-financeiro do Circuito dos Cristais, Marco Túlio Ferreira dos Santos, frisou que o circuito não se resumirá a um autódromo, envolvendo um complexo de sete empreendimentos, ente eles a Reserva dos Cristais, com 224 unidades residenciais e comerciais.

Acesso - Além da hospedagem, o diretor técnico do circuito, Alfredo Rodrigues dos Santos, reivindicou que melhorias em áreas como segurança e acessos viários sejam uma pauta permanente dos projetos de governo de formar e dar o suporte demandado pela atividade turística.

Alfredo, que mencionou a privatização da BR-135 como ação importante, acredita que eventos esportivos previstos no circuito podem vir a gerar um fluxo na cidade de 30 mil pessoas vindas de fora, para uma população residente estimada em cerca de 79 mil habitantes em 2015.

Deputados veem momento oportuno

Apesar dos investimentos ainda necessários na cidade, o deputado Dalmo Ribeiro Silva (PSDB) se disse “encantado” com o circuto e considerou que sua implantação vai se somar ao turismo religioso e cultural da cidade em boa hora, referindo-se ao cenário nacional atual. “Esse investimento vem dar um apoio num momento importante para o resgate da confiança e da empregabilidade que o turismo traz”, destacou o parlamentar.

Endossando o colega, o deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB), que solicitou a audiência, destacou que a união de esforços, com a participação da comissão e de gestores estaduais e municipais, poderá articular as ações demandadas para o crescimento do turismo na região. “Não são grandes investimentos, são ações pontuais de governo”, avaliou ele.

Basílica - Antes da audiência, os deputados visitaram a Basílica de São Geraldo, que completará 100 anos em 2017 e passa por obras de restauração, e também o Circuito dos Cristais. O traçado principal do circuito tem 4,400 km de extensão e conta com 18 curvas, espaço para 30 boxes e flexibilidade para também receber eventos como test-drives, coletivas de imprensa e cursos de pilotagem. O complexo terá ainda o Clube de Pista, para associados.

Consulte o resultado da reunião.