Notícias Rss

O relator do PL 1.921/15, deputado Leonídio Bouças (à direita), opinou pela constitucionalidade da proposição
O relator do PL 1.921/15, deputado Leonídio Bouças (à direita), opinou pela constitucionalidade da proposição - Foto:Eric bezerra
08/07/2015 15h03

Viola caipira pode se tornar patrimônio cultural de Minas

O tricô de Monte Sião também pode ser declarado patrimônio cultural mineiro.

O Projeto de Lei (PL) 1.921/15, que declara patrimônio histórico, cultural e imaterial do Estado a viola caipira mineira, recebeu parecer pela juridicidade na manhã desta quarta-feira (8/7/15). O parecer do deputado Leonídio Bouças (PMDB), apresentado na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), é pela constitucionalidade da proposição em sua forma original. O PL 1.921/15 agora segue para a Comissão de Cultura para receber parecer de 1º turno.

Em sua justificativa, o autor do projeto, deputado João Alberto (PMDB), cita o pesquisador João Araújo, que afirmou que “a viola deveria estar para Minas Gerais assim como a Bossa Nova está para o Rio de Janeiro”. Segundo o mesmo pesquisador, “a viola tem atuação marcante em nossa música desde o início da colonização, quando foi trazida para o Brasil pelos jesuítas, até os dias atuais”.

“Apesar da grande influência estrangeira, especialmente a invasão do estilo country americano, a viola caipira sobrevive até hoje e influenciou carreiras respeitadas no mundo todo, ao mesmo tempo em que continua praticamente intacta no interior do País por simples amor às raízes ou em manifestações folclóricas, como folia de reis, congados, marujadas e outras”, continua o estudioso.

Em seu parecer, o relator destacou que  são considerados patrimônio cultural imaterial as práticas, representações, expressões, conhecimentos, técnicas, instrumentos, objetos, artefatos e lugares associados a comunidades, grupos e, em alguns casos, a indivíduos que se reconhecem como parte desse patrimônio. "Ele é transmitido de geração a geração e constantemente recriado por comunidades e grupos, em função de seu ambiente, de sua interação com a natureza e de sua história, o que gera identidade e continuidade e contribui para promover o respeito à diversidade cultural e à criatividade humana”, completa

Tricô - Também recebeu parecer pela constitucionalidade o PL 2.130/15, que declara patrimônio cultural do Estado o processo de fazer tricô de Monte Sião (Sul de Minas). O autor da proposição, deputado Ulysses Gomes (PT), destaca que o tricô de Monte Sião carrega de modo marcante a história do município, transformando-se em fonte de identidade cultural para seus moradores. O relator, deputado Leonídio Bouças, não sugeriu alterações no texto. O projeto também segue para a Comissão de Cutlura para receber parecer de 1º turno.

Consulte o resultado da reunião.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

07/08/2020

Banco de emprego para mulheres vítimas de violência já é lei

Norma pretende facilitar acesso a trabalho, emprego e renda e a consequente autonomia econômica dessas mulheres.

07/08/2020

Aulas remotas e EPIs são temas de leis sancionadas

Aprovadas na ALMG, normas sobre ensino não presencial e descarte de equipamentos de proteção individual estão em vigor.

06/08/2020

Violência doméstica, Covid e previdência preocupam deputados

Mobilização de servidores e possibilidade de retorno de aulas presenciais também foram abordadas na reunião de Plenário.

06/08/2020

Turmas de 2019 e 2020 da pós-graduação retomam aulas

Os encontros serão virtuais, por meio do aplicativo Zoom; as atividades ficarão disponíveis na plataforma de ensino.

10/08/2020 Residências que assistem à TV Assembleia por parabólicas devem reconfigurar o sinal
Seu browser não suporta flash player
00:02:40 | Download (2508kb)

10/08/2020 TV Assembleia em nova sintonia exige readquação da configuração das parabólicas
Seu browser não suporta flash player
00:02:44 | Download (2568kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter