Leite, presunto e pão são os vilões de preços em 2010

Durante o ano de 2010, o belo-horizontino pôde sentir no bolso o peso do aumento de preços em alguns produtos comerci...

17/12/2010 - 00:01
Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
 

Leite, presunto e pão são os vilões de preços em 2010

Durante o ano de 2010, o belo-horizontino pôde sentir no bolso o peso do aumento de preços em alguns produtos comercializados nas padarias da capital. De acordo com as pesquisas mensais realizadas pelo Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais - entre os meses de janeiro e dezembro deste ano - foi constatado um aumento de 7,45% nos preços médios dos 31 produtos pesquisados. O levantamento foi feito em 30 estabelecimentos da cidade.

De todos os itens avaliados, 29 apresentaram aumento e apenas dois tiveram redução em seus valores. Dentre eles, os maiores vilões para os consumidores durante o período pesquisado foram o leite longa vida desnatado Cotochés, que apresentou 17,79% de aumento e os presuntos de peru Sadia e Perdigão light, que ficaram, respectivamente, 15,65% e 14,57% mais caros (preços por quilo).

O valor do pão francês, que é um dos itens de padaria mais consumidos pelos mineiros, apresentou aumento de 8,46%. O levantamento anual constatou que, na capital, os maiores aumentos no preço médio foram praticados nas regiões nordeste (17,10%) e Oeste (11,78%). Nas outras regionais, o índice chegou aos 6,47% (Centro-Sul), 4,52% (Norte), 4,51% (Noroeste) e 3,38%, na Leste.

Os únicos produtos que ficaram mais baratos, de acordo com a pesquisa, foram o requeijão Cotochés, na embalagem de 200 gramas (-5,79%) e o requeijão Cotochés light, na embalagem de mesmo peso (-3,47%).

Comparativo mensal - De acordo com a pesquisa mensal do Procon da Assembleia, realizada entre os dias 13 e 15 de dezembro de 2010, os preços médios de 30 padarias de Belo Horizonte apresentaram aumento de 0,38%. Dos 31 produtos pesquisados, 10 apresentaram redução e 21 aumento de preço. O levantamento é um comparativo entre os meses de novembro e dezembro.

Dentre os produtos que mais pesaram o orçamento do consumidor, destaque para a margarina Qualy, na embalagem de 250 gramas (3,05%), o leite longa vida desnatado Cotochés (2,89%), o queijo prato (2,86%) e a manteiga Cotochés, de 200 gramas (2,51%). Os requeijões foram os produtos que tiveram as reduções mais consideráveis no período. Destaque para a marca Cotochés light, de 200 gramas (-4,79%).

Para o pão francês, a pesquisa do Procon Assembleia constatou maior preço do produto nas regiões Centro-Sul (8,78/kg) e Oeste (R$8,54/Kg). Os menores preços praticados para o pãozinho foram constatados nas regiões Norte (R$7,42/Kg) e Noroeste (R$6,48/Kg). Com relação aos preços médios do produto entre os meses de novembro e dezembro, os maiores aumentos no valor do quilo ocorreram na região Centro-Sul. Nessa regional, o pãozinho, que custava R$ 8,59 (Kg) em novembro, passou a custar em dezembro R$ 8,78 (Kg). Na região Oeste, o aumento médio foi de 0,83%. Os preços nas regiões leste, nordeste e norte se mantiveram estáveis no período avaliado.

A pesquisa completa, com os endereços das padarias e os preços praticados para cada produto, pode ser consultada na página do Procon no site da Assembleia.

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715