Arquivos da IV Constituinte recebem atenção especial da ALMG

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais está prestes a concluir um trabalho que foi iniciado em fevereiro de 2010: a...

13/12/2010 - 00:01
Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
 

Arquivos da IV Constituinte recebem atenção especial da ALMG

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais está prestes a concluir um trabalho que foi iniciado em fevereiro de 2010: a restauração e o armazenamento adequado dos documentos referentes à IV Constituinte Estadual mineira. Após garantir a integridade de arquivos como emendas, sugestões e notícias de jornais da época, agora foi a vez de as documentações administrativas do processo receberem tratamento especial.

Peças documentais que foram produzidas e recebidas durante as atividades realizadas pela ALMG, passaram por um processo minucioso, conduzido pela Gerência de Memória Institucional da Gerência-Geral de Documentação e Informação (GDI). A gerência seguiu as Normas Brasileiras de Descrições Arquivísticas (Nobrade), no intuito de garantir a preservação deste histórico tão importante para o Estado. De acordo com a gerente de Memória Institucional da Assembleia, Márcia Viana, o processo de conservação dessa documentação é muito importante para Minas Gerais e, por isso, mereceu destaque.

"Fizemos a higienização de cada peça, retirando todos os grampos de metal. Com relação a esses documentos, estamos na fase final de serviços. Faltam apenas realizar pequenas verificações em toda a documentação", disse. Márcia afirmou ainda que o trabalho é de suma importância, pois "em cada caixa trabalhada há um pouco da memória democrática do Estado".

Materiais do arquivo - O arquivista Wendell Lopes explicou que boa parte dos documentos foi envolta em papel alcalino, a fim de evitar que a deterioração com o passar do tempo. Ele considera todo o acervo trabalhado muito importante para o Estado, mas destaca os documentos que fazem referência às propostas feitas pela sociedade. "Para mim, os comprovantes das propostas que foram apresentadas por segmentos da sociedade da época são os mais importantes, dentre todos os outros que estão nesse arquivo", argumentou.

Segundo o também arquivista Welder Silva, vasto material que faz referência à IV Constituinte foi trabalhado pelos profissionais da Gerência de Memória Institucional. Dentre eles, mais de 16 metros lineares de documentos, 38 itens bibliográficos (publicações da Constituinte), 155 materiais iconográficos (fotografias), e um item filmográfico - um documentário em fita, sobre a Constituição, e que gerou um DVD. Welder disse, ainda, que os funcionários do setor buscam, agora, desenvolver estratégias para melhorar a climatização e a umidade dos ambientes do arquivo.

Outros documentos - Márcia Vianna também destacou os documentos produzidos em meados dos anos de 1800, ainda pela Câmara e Senado de Minas, e que estão armazenados no arquivo da biblioteca. "Temos publicações que fazem referência até à personalidade que dá nome a nossa biblioteca, o conhecido Doutor Camilo Prates. É um orgulho para nós", concluiu.

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715