Participação da mulher na política é tema de palestra nesta terça (11)

A participação da mulher na política é o tema do primeiro encontro do projeto Pensando em Minas 2010, que acontecerá ...

10/05/2010 - 00:01
Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
 

Participação da mulher na política é tema de palestra nesta terça (11)

A participação da mulher na política é o tema do primeiro encontro do projeto Pensando em Minas 2010, que acontecerá nesta terça-feira (11/5/10), às 19 horas, no Teatro da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (rua Rodrigues Caldas, 30 - Santo Agostinho - Belo Horizonte). O encontro terá palestra das servidoras Fabiana Belizário Salviano de Lima e Valentina Gomes Somarriba, da Gerência-Geral de Projetos Institucionais (GPI) da Assembleia; e da chefe do Departamento de Ciência Política (DCP) e coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre a Mulher da UFMG, Marlise Matos. Os servidores podem se inscrever pela intranet, e o público externo através do e-mail escola.eventos@almg.gov.br.

Projeto da Escola do Legislativo da ALMG, o Pensando em Minas busca levar a segmentos da sociedade ou ao público em geral cursos, palestras e eventos sobre temas relacionados à atuação do Poder Legislativo e outros de interesse do Parlamento. Nesta terça, serão abordadas as diversas dimensões da participação das mulheres na política, tendo como ponto de partida um estudo elaborado pela GPI sobre as representantes de Minas no Parlamento e uma pesquisa acadêmica, conduzida no âmbito do DCP/UFMG pela professora Marlize Matos. O encontro será gravado pela TV Assembleia para posterior exibição.

Estudo da GPI resultou em livro lançado na solenidade em homenagem à mulher

O estudo da GPI resultou no livro recém-publicado pela Assembleia Mulheres na política: as representantes de Minas no Poder Legislativo. Lançado na solenidade em homenagem ao Dia da Mulher, em março, a obra traz o perfil biográfico das 28 deputadas estaduais e federais e senadora eleitas pelo Estado até hoje, enriquecido com fotos e depoimentos. A organização da obra ficou a cargo das historiadoras Fabiana Belizário e Valentina Somarriba e da redatora/revisora Ângela Leite de Castilho Souza, da GPI. Além de homenagear as mulheres, o livro pretende contribuir para estimular a participação delas no universo majoritariamente masculino da política. Ele está disponível na internet (www.almg.gov.br), nas seções Serviços/Publicações/Obras de Referência.

Na ALMG - Para a atual bancada feminina da ALMG, foram eleitas sete deputadas em um universo de 77 parlamentares (9,09%), porcentagem inferior à média nacional de deputadas estaduais ou distritais, que é de 11,6%. Atualmente, cinco exercem o mandato: Ana Maria Resende (PSDB), Cecília Ferramenta (PT), Gláucia Brandão (PPS) e Rosângela Reis (PV) foram eleitas em 2006 e estão no cargo desde fevereiro de 2007, enquanto Maria Tereza Lara (PT) tomou posse em janeiro de 2009 na vaga de Luiz Tadeu Leite (PMDB), que assumiu a Prefeitura de Montes Claros.

Elbe Brandão (PSDB) também tem mandato, mas está licenciada para ocupar secretaria de Estado. Das integrantes originais da bancada feminina, Elisa Costa (PT) renunciou para tomar posse na Prefeitura de Governador Valadares e Maria Lúcia Mendonça (DEM) teve o mandato cassado. A primeira legislatura da ALMG da qual uma mulher participou foi a 5ª, de 1963.

Saiba mais sobre a publicação

A equipe da GPI ouviu 23 das 28 mulheres homenageadas no livro. Três são falecidas (deputadas estaduais Maria Pena, da 5ª e 6ª Legislaturas, e Marta Nair Monteiro, da 5ª Legislatura; e Nysia Carone, deputada federal entre 1967 e 1969); e uma não foi localizada (Regina Assumpção, suplente no Senado entre 1996 e 1998). A deputada federal Maria Lúcia Cardoso não deu seu depoimento à publicação por problemas de agenda.

Os depoimentos seguem a metodologia da história oral, que se distingue pela valorização da versão do depoente, com enfoque temático. Trata-se de documentar uma interpretação do passado, sem a pretensão de restaurá-lo "como efetivamente ocorreu", destaca a introdução do livro. Nos depoimentos, as parlamentares contam como ingressaram no universo político, os obstáculos que vivenciaram e o legado de sua atuação, além de opinarem sobre questões como o sistema de cotas, que estabelece reserva mínima de 30% de candidaturas para mulheres; o financiamento das campanhas eleitorais e sobre uma percepção ainda recorrente de que "mulher não vota em mulher".

Artigos - Três especialistas foram convidadas a escrever os artigos que compõem o livro: "Participação da mulher nos espaços de poder - um processo em construção", por Carmem Rocha, presidente do Conselho Estadual da Mulher; "Mulheres em busca de cidadania política: paradoxos da incompletude ou breves reflexões sobre a ausência de mulheres nos espaços formais da política", por Marlise Matos, professora-adjunta e chefe do Departamento de Ciência Política da UFMG; e "Gênero: uma questão de política pública?", por Virgília Rosa, que foi coordenadora especial de Políticas para as Mulheres no Estado.

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715