Ouro Preto terá comitê estratégico para Copa do Mundo de 2014

Um comitê estratégico será criado em Ouro Preto visando preparar a cidade para receber os turistas que virão ao Brasi...

06/05/2010 - 00:01
Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
 

Ouro Preto terá comitê estratégico para Copa do Mundo de 2014

Um comitê estratégico será criado em Ouro Preto visando preparar a cidade para receber os turistas que virão ao Brasil para Copa do Mundo de 2014, segundo informou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Francisco de Assis Gonzaga da Silva, em audiência pública realizada nesta quinta-feira (6/5/10). Segundo ele, o Executivo local deve publicar, nos próximos dias, o decreto para criação do grupo que será formado por representantes do poder público, da iniciativa privada e da sociedade. A reunião da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada na cidade que é patrimônio cultural da humanidade, foi solicitada pelo deputado Alencar da Silveira Jr. (PDT).

Para o deputado, é importante que o visitante já tenha informações sobre os destinos turísticos previamente e possa programar sua viagem, e isso exige que a cidade se prepare para os eventos. Ele defendeu a construção do aeroporto regional de Ouro Preto, no distrito de Cachoeira do Campo, para receber os turistas. Segundo o parlamentar, já existe o terreno e a autorização para isso, mas a obra não saiu do papel. "Haverá jogos em Belo Horizonte, mas o turista não vai ficar lá. Vai querer conhecer a região", argumentou.

As obras na rodovia dos Inconfidentes, que liga Belo Horizonte a Ouro Preto, e a transformação da 8ª Companhia Independente no Batalhão da Polícia Militar são prioritárias para o prefeito de Ouro Preto, Angelo Oswaldo. "Os turistas que vierem de avião e descerem em Cachoeira do Campo não terão estrada para chegar aqui", afirmou. Na opinião do prefeito, toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte deve ter um planejamento para a Copa do Mundo, especialmente Ouro Preto, Congonhas e Brumadinho (Inhotim), que já são destinos turísticos.

Prefeito diz que município já está investindo em infraestrutura

O prefeito ressaltou as obras que estão sendo realizadas na cidade e que refletirão no turismo, como a restauração dos museus e igrejas e a reativação do hospital que esteva fechado há cinco anos e hoje está entre os 35 melhores de Minas. "Houve avanço em todo tipo de acolhimento", afirmou o prefeito, analisando que turismo também envolve demandas de atendimento de saúde, emergência e pronto-atendimento. Ele insistiu, no entanto: "Se não tivermos a rodovia, não teremos condição de executar nenhum outro ponto de planejamento". A criação do batalhão, segundo Angelo Oswaldo, resultaria em mais segurança para toda a região dos Inconfidentes.

Segurança - Na segurança pública, há a intenção de trabalhar em rede, conforme explicou o tenente-coronel Welton José da Silva Barreto. "A PM tem um planejamento estratégico para todo o Estado pensando na Copa do Mundo, Copa das Confederações e Olimpíadas", explicou. Mas ele ponderou que a corporação precisa se preparar para alguns desafios, como o registro de ocorrências em outras línguas, por exemplo.

O presidente da Câmara Municipal de Ouro Preto, Júlio Ernesto de Grammont Machado de Araújo, que foi um dos articuladores da audiência pública, defendeu que a Copa do Mundo é uma oportunidade de fomento de todo o turismo, não é apenas um evento esportivo. Ele lembrou que, além das pessoas que virão ao Brasil para os jogos, existem aquelas que vão acompanhar pela televisão de todo o mundo e que poderão vir ao País depois do campeonato.

O vereador também reivindicou os investimentos em infraestrutura que a região precisa, como obras rodoviárias, a construção do aeroporto, entre outras. O secretário adjunto da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), Maurílio Soares Guimarães, acredita que Ouro Preto será uma das cidades mais beneficiadas pelo turismo e pelas obras estruturantes que deve receber.

O assessor da Setur, Mauro Werkema, tem opinião semelhante. "Estamos no limiar de uma série de acontecimentos que precisamos saber aproveitar", afirmou, argumentando que a preparação precisa ser feita com rapidez e ousadia, por meio do comitê gestor municipal. Na visão dele, esse comitê deve elaborar projetos para a Copa e fazer gestões para efetivá-los. "Estão noticiando que há 20 mil jornalistas na África do Sul. Podemos ter 800 aqui e precisamos estar prontos para recebê-los", comparou.

Comitê deve focar projetos no legado para a cidade

Os eixos que devem nortear a atuação do comitê, na opinião da coordenadora do Programa de Turismo, Negócios e Eventos da Setur, Silvana Nascimento, devem ser infraestrutura, capacitação e promoção. Ela ressaltou que o foco deve estar no legado para a cidade. "Não se deve construir nada que não possa ser utilizado pela comunidade no pós-Copa", explicou. Além disso, Silvana Nascimento defendeu a inserção total da comunidade em todos os projetos. Ela ainda informou os participantes da reunião de que só três capitais conseguiram cumprir o cronograma das obras para a Copa até o momento e, que Belo Horizonte está entre as três. "Ouro Preto é considerada destino indutor pela Embratur e pelo Ministério do Turismo", concluiu.

A realidade dos moradores do município, para além dos atrativos culturais e históricos, foi trazida à reunião pela vereadora Regina Braga. Ela citou os problemas de saneamento e a falta d'água, mesmo nos períodos chuvosos. "Em certas épocas a cidade fede", lamentou. Segundo ela, a estrutura esportiva é precária, o trânsito caótico e a limpeza pública ruim. A vereadora também disse que não existem estradas rurais de acesso aos 12 distritos de Ouro Preto. Regina Braga defendeu o batalhão da PM e a preparação das empresas e da mão-de-obra para a Copa. "É preciso que o visitante leve uma imagem positiva do Brasil para poder estimular o turismo no pós-Copa", concluiu.

O secretário Francisco de Assis informou que o Núcleo de Idiomas da Secretaria de Educação (Nise) vai capacitar os PMs em inglês, francês e espanhol. Segundo ele, 15% dos empregos da cidade estão ligados ao turismo, reforçando a vocação de Ouro Preto. "Ouro Preto ganhou o prêmio de sustentabilidade social do Ministério do Turismo e é preciso pensar para além dos eventos, pensar em sustentabilidade, que é o maior legado pós-eventos", avaliou.

Na fase de debates, também foi defendida a criação de uma linha de ônibus do Aeroporto de Confins a Ouro Preto. Uma participante, do Movimento Pró-Moradia, reivindicou que os moradores de regiões de risco da cidade também sejam considerados nos projetos de melhoria da cidade.

O deputado Alencar da Silveira Jr. apresentou um vídeo sobre as obras do estádio do Independência e reforçou a importância do planejamento para que as ações se concretizem. Ele também apresentou requerimentos, que devem ser colocados em votação na próxima reunião da comissão, para que sejam dados os encaminhamentos necessários para atendimento das demandas apresentadas na reunião.

Presenças - Deputado Alencar da Silveira Jr (PDT), presidente. Também participaram da reunião o assessor especial do gabinete do prefeito de Ouro Preto, Jaime Fortes; o diretor-geral do Instituto Estrada Real, Baques Vladimir Carvalho Sanna; a vice-presidente do Circuito Turístico do Ouro, Cecília Alfenas; a vice-presidente do Conselho Empresarial de Turismo da Associação Comercial de Minas (ACMinas), Déa Caldas Niquini; e a superintendente regional de Ensino, Iracema Pedrosa.

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715