Expresso Cidadania chega a Unaí com foco na informação

Informação é a palavra-chave para votar bem. Este foi o recado dado pela equipe do Expresso Cidadania, que chegou nes...

22/03/2010 - 00:02
Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais
 

Expresso Cidadania chega a Unaí com foco na informação

Informação é a palavra-chave para votar bem. Este foi o recado dado pela equipe do Expresso Cidadania, que chegou nesta segunda-feira (22/3/10) a Unaí (Noroeste de Minas), após percorrer cinco outras cidades do Estado. O projeto é uma parceria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) e a Secretaria de Estado de Educação, e tem o objetivo de incentivar a participação política e o voto consciente dos jovens de 16 e 17 anos. Cerca de 600 participaram do primeiro dia do evento em Unaí, no Ginásio Michaelson Mendes Polastrini. Todos são alunos da Escola Estadual Virgílio de Melo Franco.

E os estudantes mostraram que entenderam bem o recado. Com um sorriso aberto e o título eleitoral nas mãos pela primeira vez, Raphael Reis Luiz da Silva, 17 anos, afirmou que, mesmo antes da campanha começar, já está de olho no que dizem os pré-candidatos. "É muito bom ter o título, significa o direito de votar, de exercer a cidadania", comemorou Raphael. A emissão de títulos eleitorais pelo TRE-MG é uma das atividades do Expresso.

"A gente tem de escolher o candidato não só pela carinha bonita, tem de se informar sobre ele", declarou Amanda Kerley Araújo Corrêa, 16 anos, depois de acompanhar as palestras do ator Marcos Frota, apresentador do projeto, da juíza eleitoral de Unaí, Claudiana Silva Freitas, e do professor da Escola do Legislativo da ALMG Léo Noronha. Os três falaram para os estudantes nas três sessões realizadas nesta segunda-feira (22), duas pela manhã e uma à tarde.

Frota destacou o papel do Expresso Cidadania na conscientização dos jovens e estimulou os estudantes a agir para transformar o País. "Essa geração de vocês tem uma responsabilidade totalmente diferente da minha. É uma geração mais consciente. Vocês têm tudo para dar esse recado de que é possível mudar". A juíza eleitoral disse que o voto significa "o poder supremo que o povo tem de eleger seus representantes". Para Noronha, o eleitor consciente é capaz de mudar o comportamento da classe política. "Político faz o que o povo quer e manda. O problema é que o povo costuma não saber querer e não saber mandar. Muita gente procura os políticos só para pedir favores", afirmou o professor.

Poder do voto - Apenas nesta segunda-feira (22), 164 estudantes de Unaí tiraram o título de eleitor no Expresso Cidadania. Desde o início da caravana pelo interior, em Barbacena, no dia 4 de março, cerca de 1,5 mil jovens fizeram o mesmo. Aqueles que já têm o título também participaram com entusiasmo. É o caso de Érica Afi Ha Menoo, 17 anos, que já havia ido a um cartório eleitoral por conta própria, mas acompanhou as palestras, oficinas e a esquete teatral do Expresso. "Achei muito interessante. A maioria dos jovens não sabe o poder do voto. E quando a gente faz a escolha, não dá para voltar atrás", disse Érica.

A esquete teatral vem logo depois das palestras e complementa, com bom humor e música, as falas de Frota, Noronha e dos juízes eleitorais que participam do projeto em cada cidade. Sobem ao palco o filósofo Sócrates (interpretado por Ludovikus Moreira, da Escola do Legislativo), a professora de História Íris (vivida por Cláudia Bento, do Teatro da ALMG) e os músicos Estêvão Reis (sax e tambor), Flávio Ferreira (clarineta) e Mamão Mamede (bateria). A professora, educada na época da ditadura, adota posturas autoritárias que aprendeu na escola. Após a conversa com Sócrates e sensibilizada pelas canções em defesa da cidadania, acaba mudando e festejando com todos a democracia.

Professora de História de verdade, Elizabete Pires Maciel, que dá aulas na Escola Estadual Virgílio de Melo Franco, elogiou a esquete teatral. "Acho essa abordagem fundamental. Infelizmente, estamos aí com uma geração perdida, apática, alheia a tudo. A forma como o recado está sendo passado no Expresso Cidadania desperta a atenção e a consciência dos jovens", disse a professora.

Os alunos participaram, ainda, de oficinas de expressão corporal, som, imagem e elaboração de textos, e do painel "Caleidoscópio", no qual, após tirar o título eleitoral, os estudantes se envolvem em um debate entre duas propostas relacionadas ao meio ambiente e escolhem, por meio do voto na urna eletrônica, aquela que consideram melhor. É uma forma de provocar a reflexão sobre problemas ambientais e colocar os novos eleitores em contato com a urna de votação.

Na internet - O Expresso Cidadania não se esgota nos locais dos eventos. As produções das oficinas são compartilhadas via internet, por meio de redes sociais e de conteúdo, como YouTube, Picasa e MySpace. Os estudantes podem também "embarcar" no Expresso Virtual, pelo endereço www.almg.gov.br/expresso. Além disso, uma equipe da MTV Minas, que apoia o projeto, está registrando em vídeo as atividades para exibi-las em inserções na programação da emissora.

O Expresso conta ainda com o apoio da Secretaria de Estado de Esportes e Juventude, do Ministério Público Estadual, da Fiemg, da Prefeitura de Belo Horizonte e de entidades do movimento estudantil - União Colegial de Minas Gerais, União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, União Estadual dos Estudantes e União Nacional dos Estudantes.

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715