Centenário de Ary Barroso é comemorado em Reunião Especial

A versatilidade de Ary Barroso, considerado um dos maiores compositores brasileiros, foi lembrada pelo deputado Bonif...

04/11/2003 - 15:18
 

Centenário de Ary Barroso é comemorado em Reunião Especial

A versatilidade de Ary Barroso, considerado um dos maiores compositores brasileiros, foi lembrada pelo deputado Bonifácio Mourão (PSDB) durante a Reunião Especial da Assembléia Legislativa em homenagem ao centenário de nascimento do músico, nesta segunda-feira (3/11/2003). Ary Barroso nasceu em 7 de novembro de 1903, no município mineiro de Ubá. Bonifácio Mourão, autor do requerimento para a realização da reunião e primo de 3º grau do homenageado, destacou as contribuições do artista, que atuou também na política e na área esportiva, além de ter sido radialista.

Para o deputado, o maior mérito de Ary Barroso, no entanto, é ter projetado o Brasil internacionalmente, com canções como "Aquarela do Brasil", considerada pela Academia Brasileira de Letras a melhor música brasileira do século XX. "Tivemos Caxias no exército a comandar soldados da pátria, e Ary, na música, a despertar o sentimento de brasilidade", afirmou. O 1° -vice-presidente da Assembléia de Minas, deputado Rêmolo Aloise (PL), também ressaltou o nacionalismo do compositor. "Ary Barroso foi, sobretudo, um exímio divulgador dos costumes e do jeito brasileiro de ser", acrescentou.

Flávio Rubens Barroso, filho do homenageado, agradeceu dizendo que as nações sobrevivem a crises e ameaças pela força da cultura popular. "A força criativa emana do povo, com sua ilusão e esperança", disse. Flávio Rubens fez ainda uma homenagem à sua família e recitou o poema "A janela", de sua autoria. Foi aplaudido de pé.

Homenagem ressalta múltiplos talentos de Ary

Os deputados Bonifácio Mourão e Rêmolo Aloise entregaram uma placa aos filhos de Ary Barroso, com os seguintes dizeres: "Compositor, político, locutor, cronista esportivo e apresentador. Ary Barroso, com seus múltiplos talentos, representa a riqueza do tabuleiro cultural do Brasil. Em seus acordes exultantes e nas letras gloriosas de seus sambas, esse mineiro de Ubá reinventou o sentimento de brasilidade e ofereceu ao mundo uma amostra da grandiosidade de sua terra e de seu povo. A Assembléia Legislativa de Minas Gerais, ao homenagear o parlamentar, que fez do samba sua bandeira política de amor ao País, reconhece a importância do seu legado cultural na construção da identidade brasileira".

Concerto - A Orquestra Sinfônica da Polícia Militar, sob a regência do 1º-tenente músico, João Jorge Almeida Soares, interpretou as músicas "Aquarela do Brasil", "Risque", "Folha Morta", "No Rancho Fundo", "Aquarela Mineira", e "No Tabuleiro da Baiana". A canção "Isto aqui o que é" foi apresentada pelo Coral da Fumec, que homenageou os filhos de Ary Barroso, Flávio e Mariúza, pela preservação da obra do compositor. O coral foi regido pelo maestro Lindomar Gomes. Também foi exibido um vídeo sobre o compositor, produzido pela TV Assembléia.

Durante a reunião, foi feito um minuto de silêncio em memória do ex-deputado estadual Álvaro Antônio, falecido nesta segunda-feira (3).

Presenças - Participaram da solenidade autoridades da área política e cultural, além de vários familiares do homenageado. Compuseram a mesa o 1º vice-presidente da Assembléia, deputado Rêmolo Aloise (PL); o autor do requerimento solicitando a homenagem, deputado Bonifácio Mourão (PSDB); os secretários de Estado de Planejamento e Gestão, Antônio Augusto Anastasia; e de Cultura, Luiz Roberto Nascimento Silva; o prefeito de Ubá, Antônio Carlos Jacob; o presidente da comissão estadual das comemorações do centenário de Ary Barroso, Saulo Coelho; e o filho do homenageado, representando a família Barroso, Flávio Rubens Barroso.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715