Laudo sobre morte de modelo Cristiana Ferreira será debatido

A Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa discutirá, nesta quarta-feira (25/6/2003), às 9h30, no Audit...

24/06/2003 - 17:54
 

Laudo sobre morte de modelo Cristiana Ferreira será debatido

A Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa discutirá, nesta quarta-feira (25/6/2003), às 9h30, no Auditório, o novo laudo pericial referente à morte da modelo Cristiana Aparecida Ferreira, em agosto de 2000. Alguns procedimentos da investigação do caso estão sendo questionados pelo secretário-geral do Instituto Brasileiro dos Operadores da Segurança Pública, pastor Roberto Luiz da Silva, em denúncia apresentada em documento da Pastoral Evangélica e do Conselho da Vara de Execuções Criminais. A reunião foi requerida pelo presidente da comissão, deputado Durval Ângelo (PT). Participarão da reunião o chefe da Divisão de Recrutamento e Seleção da Academia de Polícia (Acadepol), Alexandre Alves Liberal; o perito criminal da Polícia Civil, Whalnner Marinho Gonçalves; a advogada Eunice Batista da Rocha Filha e o professor de Anatomia Patológica da UFMG, Roberto Pereira Campos.

Histórico - O novo laudo foi elaborado a pedido do Ministério Público, que discordou das investigações feitas pela Polícia Civil. O laudo do MP afirma que Cristiana foi agredida e sofreu fratura no nariz e deslocamento da traquéia. O responsável foi o legista Roberto Pereira Campos, contratado pela família da modelo. Baseado nesse documento, o MP apontou como assassino de Cristiana Ferreira o detetive particular Reinaldo Pacífico de Oliveira Filho.

Os documentos anteriores, elaborados pelo Instituto Médico-Legal e Instituto de Criminalística, ligados à Polícia Civil de Minas, haviam constatado que não foi encontrado sinal de violência no corpo da modelo. Por esse motivo, o inquérito da Polícia Civil concluiu o caso como morte por envenenamento.

Outras comissões - Outras 12 reuniões de comissões serão realizadas nesta quarta-feira (25) na Assembléia Legislativa. Entre elas, a Comissão de Saúde se reúne com convidados, às 14h30, no Plenarinho IV, para debater as ações estaduais de combate ao câncer de mama e a importância da parceria entre os setores público e privado na prevenção da doença. Já a Comissão de Meio Ambiente e Recursos Naturais realiza audiência pública em Uberlândia, às 10 horas, para tratar dos impactos da construção da usina hidrelétrica de Capim Branco I e II, no Rio Araguari.

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715