Antônio Júlio elogia experiência parlamentar de Aécio Neves

Em seu discurso durante a reunião solene de posse do governador, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Ant...

01/01/2003 - 15:33
 

Antônio Júlio elogia experiência parlamentar de Aécio Neves

Em seu discurso durante a reunião solene de posse do governador, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Antônio Júlio (PMDB), lembrou a experiência parlamentar de Aécio Neves (PSDB). Para Antônio Júlio, como presidente da Câmara dos Deputados, Aécio recuperou a importância do Parlamento como foro de debates das grandes questões nacionais.

"Na presidência da Câmara, Aécio procurou se aproximar da sociedade. De uma maneira dinâmica e corajosa, não hesitou em colocar em votação matérias importantes, mas polêmicas, que foram devidamente discutidas e aprovadas", afirmou Antônio Júlio. Entre essas matérias, o presidente citou a restrição às medidas provisórias editadas pelo Poder Executivo e a limitação da imunidade parlamentar.

O presidente também elogiou o bom relacionamento de Aécio Neves com Itamar Franco. "O pacto político entre ambos nos faz prever um futuro promissor para o Estado, alicerçado no diálogo e no respeito mútuo com o novo governo federal", disse. O presidente lembrou ainda a importância de Minas Gerais na vida política do país.

"Nada poderá ser decidido neste país sem a participação do nosso Estado. A liberdade, quando abortada de nossa história política recente, foi recolocada no horizonte da pátria pela visão de futuro de Tancredo Neves. O tom inovador e ponderado de Aécio Neves irá mais uma vez influenciar os rumos desta nação", disse.

Como foi a cerimônia

O governador Aécio Neves e o vice, Clésio Andrade, chegaram à Assembléia ao meio-dia e foram recebidos pelo presidente, deputado Antônio Júlio. Os dois cumprimentaram prefeitos e vereadores que os aguardavam no Hall das Bandeiras. Diversas pessoas se aglomeravam em frente a Assembléia para ver o governador de perto e assistiram à cerimônia de posse em um telão.

Aécio e Clésio entraram no Plenário conduzidos pelos deputados Alberto Pinto Coelho (PPB), Adelmo Carneiro Leão (PT), Ivair Nogueira (PMDB) e Alberto Bejani (PFL) e foram aplaudidos de pé pelas autoridades que comparecerem à cerimônia. O Hino Nacional foi executado pela Banda de Saxofones Vera Cruz.

Em seguida, o governador e o vice entregaram ao presidente suas declarações de bens e leram o compromisso constitucional: "Prometo observar as leis, defender e cumprir a Constituição Federal e a Estadual, promover o bem-estar do povo mineiro e preservar a integridade e a autonomia de Minas Gerais". Aécio Neves assinou o termo de posse com a mesma caneta que seu avô Tancredo Neves usou 20 anos atrás, quando assumiu o governo do Estado.

Após a declaração de posse, feita pelo presidente, Aécio e Clésio receberam as Constituições do Estado e Federal e a edição da Revista do Legislativo com os resultados e análises das eleições 2002 e o diagnóstico dos principais problemas de Minas Gerais. Após a cerimônia, o governador e o vice recém-empossados foram para o Palácio da Liberdade, onde aconteceu a transmissão de cargo.

Presenças - Além do presidente Antônio Júlio (PMDB) e do 1o secretário da Assembléia, deputado Mauri Torres (PSDB), compuseram a mesa as seguintes autoridades: o secretário de Estado de Governo, Henrique Hargreaves, representando o governador Itamar Franco; o cardeal arcebispo de Belo Horizonte, Dom Serafim Fernandes de Araújo; o deputado federal Leur Lomanto (PMDB-BA), representante da Câmara dos Deputados; o senador Eduardo Azeredo (PSDB); e o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Gudesteu Biber Sampaio.

 

 

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715