População do Oeste de Minas reivindica melhores condições para estradas

A Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas irá reivindicar ao Ministério dos Transportes e ao governo est...

25/06/2002 - 22:33
 

População do Oeste de Minas reivindica melhores condições para estradas

A Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas irá reivindicar ao Ministério dos Transportes e ao governo estadual a recuperação da BR-494 no trecho entre Divinópolis e a BR-262- Pintangui e a MG 252, que liga a BR-494 a Perdigão e Araújos. A decisão foi tomada em audiência pública, nesta terça-feira (25/6/2002), em Nova Serrana, a requerimento do deputado Marcelo Gonçalves (PDT). De acordo com o deputado, a BR-494 sempre representou um problema para a população do Oeste de Minas, pois sua conservação nunca foi implementada efetivamente pelos órgãos competentes. Marcelo Gonçalves afirmou que as más condições da rodovia já provocaram inúmeros acidentes. Segundo o parlamentar, várias operações tapa-buracos já foram feitas, mas não foram suficientes para melhorarem a condição de tráfego da rodovia.

O engenheiro Tarcísio Araújo Anunciação, do Denit (ex-DNER), lembrou que, quando a BR-494 foi inaugurada, em 1982, foi firmado um convênio estabelecendo que a sua manutenção seria responsabilidade do DER e do governo estadual. O prazo do convênio venceu no ano passado e não foi renovado. Segundo ele, durante esses 20 anos foram feitas apenas algumas obras, tapa-buracos, nos trechos mais críticos. No entanto, os trechos que eram considerados bons, naquela época, hoje estão em péssimas condições. O engenheiro informou que o Denit tem um projeto de restauração da rodovia e que, para implantá-lo, é necessária somente a liberação de verba pelo governo federal. Segundo ele, o projeto prevê recapear a pista e recuperar acostamentos e pontes. O engenheiro acredita que a obra completa seria orçada em torno de R$12 milhões.

FALTA DE VERBAS É O PRINCIPAL ENTRAVE

Antônio Donizete Resende, engenheiro do DER, declarou que os recursos estão escassos também para o órgão. Desta maneira, a falta de verbas torna-se a principal barreira para a realização de grandes obras nas rodovias mineiras. Segundo ele, a dificuldade financeira levou o DER a estabelecer prioridades. Em primeiro lugar, seriam efetuadas as operações tapa-buracos; depois, se sobrassem recursos é que seriam feitas as obras mais complexas, como as de recapeamento. O engenheiro informou que a única obra de construção que o DER fez, neste ano, foi a da estrada que liga Carmo do Cajueiro à MG-50.

Durante a audiência pública, os prefeitos de Nova Serrana, Joel Pinto Martins, e de Perdigão, Constantino Dimitrios Bilabis Neto, pediram apoio dos deputados estaduais presentes e também do deputado federal Jaime Martins. Os prefeitos relataram os problemas causados à região pelas más condições da BR-494 no trecho entre Divinópolis e a BR-262- Pintangui e a MG-252, que liga a BR-494 a Perdigão e Araújos. Segundo o prefeito de Perdigão, Constantino Dimitrios Bilabis Neto, a estrada é a principal via para o escoamento da produção de calçados da região para São Paulo. Segundo ele, com a ocorrência de acidentes, os caminhoneiros estão sendo obrigados a mudar a rota, aumentando as despesas das fábricas locais.

O presidente da Câmara de Nova Serrana, vereador José Carlos de Souza, criticou o descaso dos governos federal e estadual com as rodovias brasileiras. Segundo ele, o cidadão é obrigado a pagar impostos e não vê a aplicação desses recursos para benefícios diretos à população.

SOLUÇÕES APRESENTADAS

O deputado Jaime Martins disse que existe um projeto executivo de sua autoria, em tramitação na Câmara Federal, que prevê a liberação de verba para obras de recuperação das rodovias mineiras, incluindo a BR-494 e a MG-252. Segundo ele, o projeto está em vias de ser aprovado. O deputado afirmou que, depois da aprovação, será aberta licitação para executar a obra. Ele considera o projeto um avanço para a resolução da questão.

Para o deputado Dilzon Melo (PTB), presidente da Comissão, a rodovia só será recuperada se forem somadas forças para fazer a reivindicação ao governo federal. Segundo ele, é dever da Assembléia cobrar uma posição do Estado e da União em relação ao problema. Dilzon Melo declarou que todas as reivindicações apresentadas durante a audiência pública serão encaminhadas oficialmente ao Ministério dos Transportes e ao governo de Minas, a fim de que sejam tomadas as providências necessárias.

Presenças - Compareceram à audiência os deputados Dilzon Melo (PTB), presidente da Comissão; Marcelo Gonçalves (PDT), autor do requerimento que deu origem à audiência; além do deputado federal Jaime Martins Filho; do prefeito de Nova Serrana, Joel Pinto Martins; do presidente da Câmara de Nova Serrana, vereador José Carlos de Souza; do prefeito de Perdigão, Constantino Dimítrios Bilabis Neto; do engenheiro do DER Antônio Donizete Resende; do engenheiro do DNER Sílvio Duarte Melo; e do engenheiro do Denit (ex-DNER) Tarcísio Araújo Anunciação.

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715