Comissão debate instalação de antenas em Lafaiete

Moradores de Conselheiro Lafaiete lotaram o auditório da Câmara Municipal, na última sexta-feira (12/4/2002), durante...

15/04/2002 - 18:15
 

Comissão debate instalação de antenas em Lafaiete

Moradores de Conselheiro Lafaiete lotaram o auditório da Câmara Municipal, na última sexta-feira (12/4/2002), durante a audiência pública realizada pela Comissão de Meio Ambiente e Recursos Naturais, para discutir a instalação de antenas de telefonia celular naquele município. A comunidade presente reclamou do elevado número de antenas na cidade, da falta de informações sobre os limites de segurança e os possíveis danos à saúde causados pela radiação das antenas. "Após conseguirem os alvarás para a instalação das antenas, não houve qualquer explicação ou aproximação das empresas com a comunidade", afirmou o presidente da Federação das Associações dos Moradores de Conselheiro Lafaiete (Famocol), Geraldo Heleno Lopes.

O presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia em Minas Gerais, Enaldo Melo, afirmou que os estudos até agora realizados sobre o assunto comprovam que não existe nenhum malefício à saúde das pessoas. "Estas pesquisas foram baseadas principalmente na possível incidência de câncer na população", esclareceu.

Para o gerente de rede da "Oi", Neuber Suzana de Menezes, a empresa realmente não fez qualquer contato com a população durante o processo de instalação das antenas. "Hoje estamos fazendo este contato, mas, na época, pensávamos não ser necessário, já que tudo foi feito dentro da legislação municipal", reconheceu.

O deputado José Milton (PL), presidente da Comissão de Meio Ambiente da Alemg, juntamente com outros três vereadores de Conselheiro Lafaiete, conseguiu liminar na Justiça embargando o alvará das empresas até a conclusão final do processo. O parlamentar criticou a falta de regulamentação para a instalação das antenas em Minas Gerais. "Vamos encaminhar à Assembléia um projeto de lei que estabeleça critérios para a implantação de torres de telefonia celular no Estado", concluiu.

O prefeito da cidade, Vicente de Faria Paiva, não compareceu à audiência pública para esclarecer a questão dos alvarás concedidos às empresas.

Presenças - Compareceram à reunião o deputado José Milton (PL), presidente da Comissão; o presidente da Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete, Benito Nicolau Laporte; o gerente da rede "Oi" em Minas Gerais, Neuber Suzana de Menezes; o advogado da Telemig Celular, Cláudio Castro; o médico oncologista e presidente da Sociedade Mineira de Oncologia Clínica, Enaldo Melo Lima; o representante do 31° BPM, capitão Marco Antônio da Silva; e o presidente da Federação das Associações dos Moradores de Conselheiros Lafaiete, Geraldo Heleno Lopes.

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715