CPI da Morro Velho ouve representantes de Nova Lima

O prefeito de Nova Lima, Vítor Penido de Barros, declarou, nesta quinta-feira (14/3/2002), à CPI da Mineração Morro V...

14/03/2002 - 16:29
 

CPI da Morro Velho ouve representantes de Nova Lima

O prefeito de Nova Lima, Vítor Penido de Barros, declarou, nesta quinta-feira (14/3/2002), à CPI da Mineração Morro Velho que tem dado todo o apoio possível aos trabalhadores portadores de silicose. Ele alegou que teve dificuldades no relacionamento com o sindicato da categoria, dizendo que havia um certo distanciamento entre as partes, mas esses problemas, segundo ele, estão contornados. De acordo com o prefeito, a Mineração Morro Velho está diminuindo a sua atuação no município.

"Antigamente, Nova Lima vivia da Morro Velho, mas, hoje, a realidade é outra e a empresa oferece, apenas, cerca de mil empregos, incluindo as atividades do município de Sabará. Os tributos gerados pela Mineração são mínimos e chegam a ser insignificantes", declarou. O prefeito disse, ainda, que recentemente têm sido registrados poucos casos de silicose devido às mudanças implementadas pelas empresas no que diz respeito às condições de trabalho.

O secretário municipal de Saúde de Nova Lima, Kléber Elias Tavares, disse que o município não possui recursos suficientes para efetuar uma fiscalização eficiente das condições de trabalho na cidade. "A fiscalização é uma atribuição do Estado e do Ministério do Trabalho. Seria necessária a contratação de profissionais habilitados e a aquisição de instrumentos competentes, o que não é viável financeiramente para o município", comentou.

Números - O secretário informou que foram cadastrados cinco mil idosos no município, sendo que 340 apresentaram um estado de saúde mais grave, com problemas pulmonares - causados em 90% dos casos pela silicose. Segundo ele, são realizadas 200 consultas por mês. Para Tavares, o município cumpre seu papel na atenção básica à população. "Não há demanda reprimida para a realização de exames. Nunca houve reclamação dos silicóticos quanto ao atendimento, incluindo medicamentos e oxigenação", disse. Ele ainda defendeu o aparelho utilizado pelo município para tirar radiografias, dizendo que se trata de um aparelho de qualidade.

Também compôs a mesa o presidente da Câmara Municipal de Nova Lima, vereador Jaconias Gomes de Souza.

CPI INTIMA NOVOS DEPOENTES E SOLICITA INFORMAÇÕES

A Comissão aprovou dois requerimentos do deputado Edson Rezende (PT), solicitando a intimação do secretário municipal de Meio Ambiente de Nova Lima e do secretário-adjunto de Estado das Minas e Energia, Juvenil Félix, para prestarem esclarecimentos à CPI. Também foi aprovado requerimento do deputado Doutor Viana (PMDB), solicitando ao presidente da Câmara Municipal de Nova Lima o envio à CPI de cópia dos documentos relativos às providências por ele tomadas, em relação às atividades de mineração no município.

Outro requerimento aprovado, dos deputados Edson Rezende (PT) e Eduardo Hermeto (PFL), solicita o envio de ofício ao Cartório de Registro de Imóveis e à Prefeitura Municipal de Nova Lima, para que informem à Comissão o percentual de terreno de propriedade da Mineração Morro Velho e da Anglo Gold naquele município.

Foram aprovados, ainda, mais dois requerimentos do deputado Eduardo Hermeto. O primeiro pede o envio de ofício ao presidente da Mineração Morro Velho, para que informe os valores em dinheiro fornecidos a candidatos, de quaisquer partidos, em campanhas eleitorais. O segundo solicita envio de ofício ao prefeito de Nova Lima para que informe os índices de déficit habitacional e as ações implementadas no setor.

Presenças - Participaram da reunião os deputados Eduardo Hermeto (PFL), presidente da Comissão; Eduardo Brandão (PL), vice-presidente; Doutor Viana (PMDB), relator; Edson Rezende (PT), sub-relator; Fábio Avelar (PTB) e Mauro Lobo (PSB).

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715