Comissão ouve denúncias de prostituição infantil em Taiobeiras

Duas testemunhas denunciaram o prefeito do município de Taiobeiras, Joel da Cruz Santos; o vice-prefeito, João Emílio...

20/12/2001 - 17:45
 

Comissão ouve denúncias de prostituição infantil em Taiobeiras

Duas testemunhas denunciaram o prefeito do município de Taiobeiras, Joel da Cruz Santos; o vice-prefeito, João Emílio Arifa Silva; e o presidente da Câmara Municipal, João Eudes de Oliveira, de estarem envolvidos com a exploração sexual de crianças e adolescentes, naquele município. Os depoimentos foram prestados à Comissão Especial da Prostituição Infantil, nesta quinta-feira (20/12/2001), a requerimento da deputada Elbe Brandão (PSDB). Uma das testemunhas, hoje com 19 anos, disse que na época em que foi vítima de exploração sexual tinha apenas 16 anos de idade.

O chefe do Executivo de Taiobeiras, que está no quarto mandato, e o presidente da Câmara, têm os nomes envolvidos em casos de exploração de menores desde 1997, segundo os denunciantes.

A Comissão foi criada a pedido do deputado Rogério Correia (PT) para, no prazo de 60 dias, averiguar a suspeita de favorecimento de prostituição infantil no Estado, verificada através de processos policiais e judiciais existentes, relatórios da Setascad e inquérito do Ministério Público sobre o assunto, em especial as evidências ocorridas na cidade de Taiobeiras, conforme denúncias veiculadas pela imprensa.

Requerimento - A Comissão aprovou requerimento do deputado Márcio Kangussu (PPS) solicitando prorrogação do prazo de funcionamento da Comissão por mais 30 dias.

Presenças - Participaram da reunião, além das testemunhas, os deputados Rogério Correia (PT), presidente da Comissão; Elbe Brandão (PSDB), relatora; e Márcio Kangussu (PPS); e o vereador de Taiobeiras, José Alves.

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715