Assembléia entrega Medalha do Mérito Legislativo

A Assembléia Legislativa de Minas Gerais realizou reunião especial, na tarde desta sexta-feira (14/12/2001), destinad...

14/12/2001 - 18:47
 

Assembléia entrega Medalha do Mérito Legislativo

A Assembléia Legislativa de Minas Gerais realizou reunião especial, na tarde desta sexta-feira (14/12/2001), destinada à entrega da Medalha do Mérito Legislativo a diversas autoridades dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, militares, educadores, religiosos e personalidades de destaque de Minas Gerais, num total de 216 medalhas.

Criada em 1982, a Ordem do Mérito Legislativo homenageia pessoas físicas e jurídicas que se distinguiram e se destacaram por serviços ou mérito excepcional, reconhecidas pelo Poder Legislativo mineiro. O Conselho da Ordem tem à frente o presidente da Assembléia, e é integrado pelos membros da Mesa e ex-presidentes da Assembléia no exercício de mandato.

A Ordem do Mérito Legislativo, nos graus Grande Mérito, Mérito Especial e Mérito, é conferida a soberanos, chefes de Estado e de Governo e a seus sucessores imediatos, políticos, magistrados e membros do Ministério Público, militares, diplomatas, professores, cientistas, escritores e funcionários públicos, desportistas e outras personalidades.

Foram agraciados com o grau de máxima hierarquia, o Grande Mérito, o presidente da Assembléia de Minas, deputado Antônio Júlio (PMDB); o orador oficial da solenidade, senador Luiz Alberto Maguito Vilela (PMDB-GO) e o ex-secretário de Estado da Agricultura do Estado de Minas Gerais, Raul Décio de Belém Miguel, post-mortem, representado por sua viúva, Maria Lúcia de Lima. O presidente da Assembléia de Goiás, deputado Sebastião Joaquim Pereira Neto Tejota; e a deputada argentina Hilda Beatriz González de Duhalde também foram indicados, mas não puderam comparecer à solenidade.

Foram agraciadas no grau Mérito Especial 38 personalidades que, pelos critérios do Conselho da Ordem, se destacaram em vários campos da atividade humana e contribuíram para o desenvolvimento regional e nacional, no âmbito político, no processo educacional e cultural, na atividade militar, no Poder Judiciário, na área governamental e no exercício da iniciativa privada.

Entre os agraciados, os deputados federais Hélio Calixto Costa e José Perrella de Oliveira Costa; o presidente da Câmara Municipal de Belo Horizonte, vereador Sérgio Luiz Staino Ferrara; o procurador-geral de Justiça, Nedens Ulisses Freire Vieira; o secretário de Estado da Segurança Pública, Márcio Barroso Domingues; o secretário de Estado Indústria e Comércio, Omar Resende Peres e os deputados estaduais Fábio Lúcio Rodrigues Avelar, George Hilton dos Santos Cecílio, José Alves Viana, Pedro Ivo Ferreira Caminhas e Adelino de Carvalho Lino. Com o grau Mérito, foram agraciadas 173 pessoas que, na vida pública ou no setor privado, deram significativa contribuição para a coletividade.

Presidente

O presidente da Assembléia, deputado Antônio Júlio, saudou os agraciados afirmando que "do grande mérito ao mérito especial e à medalha do mérito, esta ordem reconhece, em todos e em cada um dos agraciados, o valor do trabalho e a consciência do dever público". Sobre o exercício da política, o presidente afirmou a necessidade de fé, determinação e coragem, seja no âmbito municipal ou nas mais altas esferas do poder. "A autêntica coragem moral obriga o homem público a assumir plena e total responsabilidade pelos atos e fatos impostos pelo exercício político, em qualquer instância de poder", disse.

Antônio Júlio ressaltou, ainda, a importância do trabalho que a Assembléia realiza em todos os domínios do interesse público, principalmente a interação com a população mineira. "Nessa casa todos podem ser ouvidos com igualdade, pois há espaço para o livre debate, para o diálogo construtivo, para a busca de soluções", disse.

O presidente saudou a nova geração dos políticos na pessoa do senador Maguito Vilela. Segundo ele, o Brasil precisa de políticos capazes de enfrentar, com altivez e independência, os enormes desafios colocados à nação.

ORADOR OFICIAL

O senador Luiz Alberto Maguito Vilela falou em nome dos agraciados e se disse honrado com a comenda que lhe foi outorgada pela Assembléia. "Dentre tantas alegrias que tive durante minha vida pública, poucas delas me sensibilizaram tanto como esta homenagem", declarou. O senador afirmou, ainda, que Minas Gerais é a "universidade política do Brasil, berço das maiores expressões políticas nacionais, como o ex-presidente Juscelino Kubitschek".

Maguito Vilela falou sobre os problemas atuais do país, afirmando que "o Brasil precisa de um choque de mineiridade" e de um novo modelo econômico e social. "Estamos ressentindo a falta dos grandes ícones políticos de Minas Gerais no comando do país, que encarnem o Brasil idealizado por Juscelino Kubitschek e Itamar Franco.

O senador elogiou, ainda, o papel que a Assembléia Mineira tem cumprido no aperfeiçoamento e na modernização do processo legislativo brasileiro, "área em que se tornou referência nacional". Maguito afirmou ter presenciado o pioneirismo de Minas na instalação do primeiro banco de dados da legislação estadual, citando outros projetos de modernização da Casa. "O parlamento tem um papel importante na sociedade e Minas tem dado o exemplo", afirmou. Em relação ao presidente Antônio Júlio, o senador disse ser um político novo, de idéias novas e que muitas alegrias irá proporcionar ao Estado.

MESA

Compuseram a Mesa o presidente da Assembléia, deputado Antônio Júlio (PMDB); o senador Luiz Alberto Maguito Vilela; o secretário de Estado da Cultura, Ângelo Oswaldo - que representou o governador Itamar Franco; e os membros do Conselho da Medalha da Ordem do Mérito Legislativo, deputados Alberto Pinto Coelho (PPB), Ivo José (PT), Olinto Godinho (PTB), Mauri Torres (PSDB), Wanderley Ávila (PPS), Álvaro Antônio (PSB), Agostinho Patrús (PTB), Anderson Adauto (PL), Kemil Kumaira (PSDB) e Luiz Tadeu Leite (PMDB).

 

 

 

 

 

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - 31 - 3290 7715