Violência policial é denunciada na Assembléia

O bombeiro eletricista Marcos Rodrigues, apresentado à imprensa como suspeito de ser o maníaco responsável pelas mort...

23/08/2000 - 19:31

alinfor.gif (4077 bytes)



 

Violência policial é denunciada na Assembléia

O bombeiro eletricista Marcos Rodrigues, apresentado à imprensa como suspeito de ser o maníaco responsável pelas mortes na região do Anel Rodoviário, foi recebido pela deputada Elbe Brandão (PSDB) - presidente da Comissão de Direitos Humanos, nesta quarta-feira (23/08/2000), na Sala de Imprensa, onde concedeu entrevista. Rodrigues acusou policias militares de tortura e abuso. O bombeiro foi preso na última sexta-feira, em Santa Luzia, sob acusação de assassinato da promotora de vendas Luciana Neiva Dilly, em 21 de fevereiro. Ele disse que confessou o crime sob coação, pois foi ameaçado de morte caso não o fizesse.

Segundo o bombeiro, o tenente Everton, o sargento Avelino e o capitão Wanderley, da 7ª Companhia da Polícia Militar de Santa Luzia, além de praticarem a chamada "roleta russa", cobriram sua cabeça com um saco plástico e lhe deram socos e chutes na barriga e no tórax, resultando em hemorragias internas, torção do tórax, luxação do abdômen e diversas escoriações. A deputada Elbe Brandão (PSDB) disse que a Comissão irá solicitar à PM proteção para Marcos e sua família, convocar as partes envolvidas para depor e analisar a documentação organizada pelo advogado Willian Santos, da Pastoral de Direitos Humanos da Arquidiocese de Belo Horizonte. De acordo com Santos, será impetrada uma ação de indenização contra o Estado, além do pedido formal ao Ministério Público para que se apure os abusos.

Responsável pela informação: Érika Fam- ACS - 31-2907715