CPI do Narcotráfico ouve prefeito e delegada em Uberlândia

No segundo dia de reuniões da CPI do Narcotráfico, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, os deputados ouviram, nesta s...

12/06/2000 - 18:30

alinfor.gif (4077 bytes)


 

CPI do Narcotráfico ouve prefeito e delegada em Uberlândia

 No segundo dia de reuniões da CPI do Narcotráfico, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, os deputados ouviram, nesta sexta-feira (09/06/2000), o prefeito de Araporã, Vilmar Alves de Oliveira; a delegada de Campina Verde, Anisse Hanad Mustafad Hamud; e a detenta do presídio de Campina Verde, que foi identificada como "Maria". O filho do prefeito, Alvimar Vilela, já cumpriu pena como traficante e por isso seu pai foi convidado a prestar esclarecimentos à CPI.

A detenta "Maria", que trabalha como faxineira do presídio, prestou depoimento antes da delegada e fez algumas denúncias à sua pessoa. Ela disse, entre outras coisas, que Anisse Hannad, agredia os pesos. A delegada iniciou seu depoimento dizendo que bandido é na "cadeia ou na bala" e negou todas as denúncias. A Comissão aprovou um requerimento pedindo à corregedoria um levantamento da situação funcional da delegacia de Campina Verde assim como informações do trabalho desenvolvido pela delegada para a devida apuração.

ESTUDANTE

O último depoimento da reunião de quinta-feira (08/06/2000) foi de Tarso dos Santos Lopes, preso no mesmo dia portando maconha e haxixe. O depoente, que é estudante da Universidade Federal de Uberlândia, revelou aos deputados que a maioria dos universitários é usuário de droga. O relator da CPI, deputado Rogério Correia (PT), fez um balanço positivo das reuniões no Triângulo. Segundo ele, a região é mesmo o corredor das drogas no País.

PRESENÇAS

Participaram da reunião os deputados Marcelo Gonçalves (PDT) - presidente da CPI; Rogério Correia (PT) - relator; Paulo Piau (PFL); José Henrique (PMDB); Marco Régis (PPS); e Sargento Rodrigues (PL).

Responsável pela informação: Carolina Braga - ACS - 31-2907715