Comissão aprova indicação de Menicucci para o DER

A parceria entre o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG) e a Assembléia Legislativa foi apontada, pelo indicad...

08/06/2000 - 12:12

alinfor.gif (4077 bytes)


 

Comissão aprova indicação de Menicucci para o DER

 A parceria entre o Departamento de Estradas de Rodagem (DER/MG) e a Assembléia Legislativa foi apontada, pelo indicado para o cargo de diretor-geral do órgão, Flávio Góes Menicucci, como necessidade prioritária para se otimizar a prestação de serviços rodoviários à população mineira. Endossando essa declaração, os deputados presentes à reunião da Comissão Especial, nesta quarta-feira (07/06/2000), aprovaram o parecer favorável do deputado Luiz Fernando Faria (PPB), em turno único, sobre a indicação. Eles falaram do papel fiscalizador da Assembléia Legislativa, apontando correções a serem feitas e cobrando providências.

Durante a sabatina, os deputados que participaram dos trabalhos falaram da experiência e da capacidade técnica de Flávio Menicucci, que é engenheiro civil e já participou da administração do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), além de ter atuado na iniciativa privada, lidando também com a área rodoviária. O deputado Dimas Rodrigues (PMDB) parabenizou a atuação de Menicucci e a capacitação de toda a diretoria do DER/MG, frisando a preocupação da mesma em descentralizar os serviços, assistindo todo o Estado. O deputado Márcio Kangussu (PPS) também falou da competência do indicado, comentando inclusive sua disposição de trabalhar em equipe.

Lembrando a precariedade das estradas, o deputado Ivo José (PT) disse que o DER deve preocupar-se com a segurança dos usuários e com o desenvolvimento das rodovias. Flávio Menicucci completou a consideração reafirmando a importância da integração do DER com o Poder Legislativo, aplicando da melhor forma os recursos advindos do Fundo de Transportes (Funtrans), recentemente aprovado pela Assembléia.

Questionado pelo deputado Antônio Júlio (PMDB) sobre a "indústria da multa" e sobre a atuação da Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari), Menicucci respondeu que o que existe é uma grande quantidade de infrações e que já está aprovada pelo governador Itamar Franco a criação de uma nova estrutura da Jari, que atualmente está sobrecarregada, dificultando o atendimento à população.

Comentando considerações dos deputados Wanderley Ávila (PPS), Adelino de Carvalho (PMDB) e Hely Tarqüínio (PSDB), Flávio Menicucci disse que o DER é um órgão político, porém não é partidário, devendo atender a todos, sem distinção.

Perguntado pelo presidente da Comissão, deputado Agostinho Silveira (PL), sobre os cortes no orçamento federal para as obras em Minas Gerais e sobre o transporte alternativo, Menicucci declarou que a diminuição de recursos implicará um significativo atraso no desenvolvimento das rodovias mineiras e que "transporte alternativo na verdade é transporte clandestino, devendo ser tratado como tal".

Menicucci, respondendo ao relator da Comissão, deputado Luiz Fernando Faria (PPB), disse que a crise de investimentos é um problema antigo e que aposta no Funtrans e na atuação conjunta com a Assembléia para que os recursos sejam aplicados de forma adequada. Disse também que uma parte do Fundo será disponibilizada para pagar passivos - obras executadas e não pagas - ficando o restante para investimentos em novas obras.

Presenças - Participaram da reunião os deputados Agostinho Silveira (PL) - presidente, Djalma Diniz (PSD), Luiz Fernando Faria (PPB), Hely Tarqüínio (PSDB), Antônio Júlio (PMDB), Paulo Pettersen (PMDB), Márcio Kangussu (PPS), Wanderley Ávila (PPS), Ivo José (PT), Alberto Pinto Coelho (PPB), Rêmolo Aloise (PFL), José Milton (PL), Ivair Nogueira (PMDB), Rêmolo Aloise (PFL), Irani Barbosa (PSD), Adelino de Carvalho (PMDB) e Eduardo Brandão (PMDB).

Responsável pela informação: Marcela Vilas Boas - ACS - 31-2907481