AL Homenageia Entidades Filantrópicas Premiadas

A Assembléia Legislativa realizou Reunião Especial na noite de quinta-feira (25/05/00) para homenagear a Associação M...

26/05/2000 - 18:18

alinfor.gif (4077 bytes)



AL Homenageia Entidades Filantrópicas Premiadas

A Assembléia Legislativa realizou Reunião Especial na noite de quinta-feira (25/05/00) para homenagear a Associação Municipal de Assistência Social (Amas), a Associação Profissionalizante do Menor (Assprom), o Centro Educacional Professor Estêvão Pinto (Cepep) e a Fundação 18 de Março (Fundamar), entidades contempladas com o prêmio "Bem Eficiente 2000".

O prêmio "Bem Eficiente" foi instituído pela empresa de consultoria Kanitz & Associados, para reconhecer publicamente as entidades que demonstraram trabalho e desempenho nas suas áreas de atuação, e para incentivar as entidades beneficentes a buscarem maiores níveis de produtividade, eficiência e transparência de suas atividades.

Representando o autor do requerimento que deu origem à homenagem, deputado Anderson Adauto (PMDB), o deputado Paulo Pettersen (PMDB) presidiu a reunião e saudou os homenageados afirmando que a Assembléia Legislativa, sempre atenta aos interesses maiores da população, não poderia se omitir na oportunidade. Acentuou que "de fato, ver o trabalho de nossa gente reconhecido além das fronteiras do Estado enche-nos de orgulho. E, quando esse trabalho diz respeito a aspectos críticos da realidade socioeconômica, como a saúde, a educação e o encaminhamento das futuras gerações, aí, então, é que nossa sensibilidade se aflora".

Para a representante da presidente da Amas, Ângela Maria de Freitas, a escolha das quatro entidades mineiras entre 50 outras entidades filantrópicas brasileiras é um selo de qualidade conferido pela Kanitz & Associados, premiação que só foi possível graças ao trabalho diligente de todos os funcionários, colaboradores e voluntários, e ao apoio incondicional dos setores públicos e privados, além da cooperação internacional do Unicef e da União Européia.

Já o vice-presidente da Assprom, Carlos Augusto de Araújo Cateb, acredita que a premiação serve de alerta às autoridades governamentais, uma vez que os resultados do trabalho da entidade, a despeito dos esforços, estão sendo reduzidos, em "em razão da política econômica degradante, que só beneficia banqueiros, em detrimento da população brasileira". Ele revelou que a Assprom, em 24 anos, colocou no mercado de trabalho 19 mil jovens treinados, assistidos e orientados; e disse que o descaso dos governantes ameaça o futuro dos jovens.

Alberto Luiz Gonçalves Soares, na condição de vice-presidente do Cepep, acredita que a premiação vem resgatar a credibilidade das iniciativas filantrópicas sérias, responsáveis e eficientes. E conclamou a sociedade "a cerrar fileiras para evitar um mal maior, uma vez que o processo degenerativo dos quadros humanos da nossa sociedade é inquietador e está a reclamar ações conjuntas".

Para o presidente da Fundamar, Túlio Vieira da Costa, "o significado do prêmio faz com que recaiam luzes sobre as entidades filantrópicas, fazendo com que essas luzes, ou os reflexos delas, iluminem toda a área do terceiro setor e sobre este se desenvolva a discussão sobre a importância das sociedades sem fins lucrativos, que estão substituindo a ação do Estado incapaz".

MESA

Compuseram a Mesa da reunião o deputado Paulo Pettersen (PMDB); a representante da presidência da Amas, a assessora Jurídica, Ângela Maria de Freitas Palmeiras; o vice-presidente da Assprom, Carlos Cateb; o vice-presidente do Cepep, Alberto Luiz Gonçalves Soares; o presidente da Fundamar, Túlio Vieira da Costa; o ex-senador Ronan Tito; o representante do Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (Ciaar), capitão Luiz Januário dos Santos; e a secretária-adjunta de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Belo Horizonte, Rosalva Alves Portella.

Responsável pela informação: Eustáquio Marques - ACS - 31-2907715