Denúncias contra Acesita são tema de reunião em Timóteo

A formação de uma comissão para apurar as denúncias de irregularidades que teriam sido cometidas pela Companhia Sider...

17/04/2000 - 23:48

Denúncias contra Acesita são tema de reunião em Timóteo

A formação de uma comissão para apurar as denúncias de irregularidades que teriam sido cometidas pela Companhia Siderúrgica Acesita foi uma das propostas apresentadas durante reunião realizada, na última segunda-feira (10/04/2000), na cidade de Timóteo, sede da empresa. A comissão seria formada por representantes das Comissões de Trabalho, Previdência e Ação Social, Saúde e Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de Minas Gerais; de Trabalho da Câmara dos Deputados e do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Timóteo (Metasita). Entre as sugestões apresentadas na reunião, estão fazer um levantamento junto às instituições financeiras, públicas e privadas, sobre possíveis financiamentos obtidos pela empresa; e convocar a direção da Acesita para prestar informações administrativas e financeiras.

As Comissões de Trabalho, Saúde e Direitos Humanos da Assembléia mineira têm realizado reuniões conjuntas para discutir os problemas na Acesita, sempre sem a presença de representante da empresa. A audiência pública em Timóteo teve o objetivo de ouvir a posição da siderúrgica sobre as irregularidades. Nenhum representante, porém, compareceu à discussão. Entre as denúncias, estão o alto índice de licenças para tratamento de saúde, devido à insalubridade do ambiente de trabalho; elevado número de acidentes devido ao acesso de horas extras e a exoneração de empregados que estavam com lesões por esforço repetitivo (LER). Outra denúncia é quanto à presença de policiais civis e militares, à paisana, atuando como seguranças, reprimindo qualquer tipo de manifestação por parte dos trabalhadores, que se sentem acuados diante das ações da empresa.

Compareceram à reunião cerca de 100 pessoas e foram ouvidos os seguintes convidados: o presidente da Câmara Municipal de Timóteo, Jair Eduardo Ribeiro; o vigário de Timóteo, padre Abdala Jorge; Emanuel do Nascimento Ribeiro, representando o prefeito municipal de Coronel Fabriciano; o assessor sindical João Paulo Pires Vasconcelos; e os representante da CUT nacional, José Antônio de Morais; da Metasita, Darci Silva Barbosa; e da Federação Única dos Petroleiros (FUP), José Antônio de Morais; além do deputado federal João Magno de Moura. Estavam presentes ainda os deputados Edson Rezende (PSB), que presidiu a reunião, João Leite (PSDB) e Ivo José (PT).


Responsável pela informação: Ana Carolina - ACS - 31-2907715