Consulta Pública - Fórum Técnico 103 Anos do Ipsemg: reorganização e valorização
Consulta Pública - Fórum Técnico 103 Anos do Ipsemg: reorganização e valorização CONSULTA PÚBLICA ABERTA DE 18/11 A 9/12/2015.

O objetivo é colher sugestões sobre os temas em debate no Fórum Técnico 103 Anos do Ipsemg: reorganização e valorização, marcado para 26 e 27/11. As contribuições serão analisadas pela Comissão de Representação eleita no fórum, que acompanha os desdobramentos das propostas aprovadas no evento, visando à sua implementação.

Essa consulta é organizada em temas e subtemas, para orientar o envio das sugestões e sua avaliação. Cada participante é responsável pelo conteúdo de sua contribuição, que será publicada na íntegra, conforme os Termos de Uso e Política de Privacidade.

Para participar, é preciso ter cadastro no Portal da Assembleia de Minas.
- Você tem cadastro no Portal? Faça o login para dar sua sugestão.
- Não tem cadastro no Portal? Cadastre-se para então fazer o login.


Últimas contribuições

Mostrando de 1 a 10 de 29 contribuições

Data Contribuições Temas
09/dez
16:02
Por Luis Fernando Lopes Barros | SEF/MG | Varginha/MG Entre todos aqueles que analisam com calma a questão, não há dúvidas de que a utilização dos valores cobrados dos funcionários junto ao caixa comum do tesouro é que causaram os chamados "rombos", "déficits". É preciso organizar uma proposta duradoura, com fundamentação matemática. Isso passa, obrigatoriamente, por um período de transição. Também obrigatoriamente, deve ser criado um fundo separado do caixa do tesouro, com certa autonomia e total transparência. Particularmente acho uma ilusão querer "exigir" de um governo a reposição de bilhões de usos inapropriados anteriores. Uma alternativa é o novo fundo criado assuma a responsabilidade pelos novos funcionários, digamos que com menos de 5 anos de serviço, obrigando-se a depositar um valor inicial por cada funcionário, de acordo com seu tempo de serviço. Simultaneamente, os descontos em folha previdenciários seriam 100% repassados para o fundo. Através de cálculos matemáticos, estipular uns três percentuais de descontos mensais, que o funcionário pode optar por fazer, que lhe dará direito a aposentadoria de 60%, 80% ou 100% de sua última remuneração. Necessário criar regras claras de tempo de contribuição para aposentadoria, de formas de correção e paridade (absoluta? relativa?). São algumas ideias que precisam ser trabalhadas para implementação.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Previdência
3 contribuições
08/dez
15:37
Por Marco Antonio Junqueira de Araujo | Belo Horizonte/MG Por: Marco Antonio J. Araujo – Aposentado - Belo Horizonte Mais transparência nas informações das despesas debitadas pela CO-PARTICIPAÇÃO para que o Associado possa fazer uma conciliação entre o contracheque (valor debitado na folha de pagamento a favor do IPSEMG) e o EXTRATO DE UTILIZAÇÃO DE ASSISTENCIA À SAÚDE IPSEMG. Fica difícil porque no contracheque vem um valor, por exemplo, de R$ 115,80 e não da para fechar este valor utilizando o Extrato, isto porque, são vários exames/consultas. Eu utilizo muito do plano porque tive Leucemia, Câncer no Intestino e Câncer na Próstata e faço o controle médico além de consultas com exames de sangue, ressonância, ultrassom, periodicamente além de outras consultadas de rotina. Desde que iniciou o plano de co-participação em janeiro de 2014, tenho anotado todas as despesas e bem discriminadas: data da consulta ou exame, médico solicitante, tipo de consulta ou de exames, quantidade de exames de sangue, local onde foi feito (IPSEMG ou credenciados), ainda que alguns valores “fechem” ficam valores sem fechar. O ideal seria no extrato discriminar os valores dizendo em que mês vai ser debitado ou no contracheque mencione o(s) nome(s) mês(es) que foi feita as despesas. Ou ainda outra forma que facilite esta conciliação.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
05/dez
10:49
Por Marco Antonio Junqueira de Araujo | associado: marco antonio j araujo - Belo Horizonte | Belo Horizonte/MG Desburocratizar no call-center das inúmeras perguntas a título de atualizar cadastro, como: qual telefone residencial? tem celular? tem telefone comercial? Possui email? Depois que responde a tuto isto, vem a resposta: não temos vagas para consulta solicitada... Minha sugestão: Poderia deixar para atualizar o cadastro de 6 em 6 meses, porém, naquele ato, confirmar somente um telefone. Ah! Tem mais uma pergunta: É da capital ou interior? Esta seria dispensada, pois na informação do número registro do associado já informaria que é da capital ou interior. Caso não atendam a minha sugestão, que inverta a norma: primeiro confirmar se tem a vaga solicitada para depois fazer as perguntas para o associado....
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
04/dez
11:21
Por Julio de Almeida Lima | Cidadão Comum | Belo Horizonte/MG aumentar o repasse das verbas DESCONTADAS dos beneficiários do IPSEMG. li ha pouco tempo que APENAS 15% do valor descontado retorna efetivamente em forma de investimentos. e os outros 85%, onde e como são aplicados ? o aumentassem o valor de 15% para 30% (pelo menos) muito mais poderia ser feito pelos associados de toda Minas Gerais.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
03/dez
17:51
Por Daniel Lucas do Carmo | Daniel Lucas do Carmo / Servidor / Belo Vale-MG | Belo Vale/MG Inclusão imediata dos pais e demais dependentes dos servidores na assistência à saúde junto ao IPSEMG, sem restrições, inclusive sem a avaliação de assistência social no qual define como critério para inclusão a renda menor que um salário mínimo para cada integrante da residência; haja vista que para cada dependente será descontado um valor compatível com a renda do beneficiário. Desta forma, além de atender a todos os dependentes dos servidores, o Ipsemg passará a arrecadar mais, proporcionando ainda maior tranquilidade e segurança aos servidores, já que não precisarão recorrer a plano de saúde particular para a assistência a todos os seus dependentes.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
02/dez
13:48
Por Fernando Eugênio | BENEFICIÁRIOS DO INTERIOR DO ESTADO. | Areado/MG Se alguém reclama que na capital está difícil, no interior está impossível. Há dois meses, no PRIMEIRO DIA ÚTIL do mês às 09:00 horas da manhã já não tinha COTA para atender uma tomografia. Ligando para o 155 o Ipsemg sempre nega que exista COTA DE ATENDIMENTO, mas é o que a gente ouve sempre. Um simples exame de HEMOGRAMA não conseguimos a partir do dia 20 do mês, ou antes.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
02/dez
08:30
Por Livia | Varginha/MG O IPSEMG precisa ser bem administrado. O plano de saúde da PM, que também é estadual, é excelente...O problema do IPSEMG está na administração. Muitos médicos reclamam que além de receberem pouco, ainda recebem o pagamento com atraso. Não há justificativa para isso, uma vez que os valores são descontados na folha de pagamento dos servidores. Além disso, o IPSEMG saúde passou a ser contributivo e não melhorou em nada. Pelo contrário, só piorou. O plano é caro e horrível. Seria necessário uma administração local mais efetiva, que pudesse cadastrar mais médicos e principalmente, que ouvisse e se preocupasse com a demanda com servidores. O IPSM (que é o plano da PM e também é estadual) tem uma administração mais eficiente, tem médicos de todas as áreas e além disso, o instituto se preocupa com sugestões e reclamações de seus usuários. O descaso com o IPSEMG é enorme, o plano não se difere muito do SUS. Outra coisa absurda e que precisa ser revista é o sistema de cotas. É um absurdo pagar e não poder usar o plano porque as cotas se esgotaram, é o único plano que conheço que tem isso...
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
30/nov
14:30
Por Rodrigo Rocha Oliveira | Servidor | Araxá/MG Aumentar a abrangência de atendimento no interior é fundamental, há cidades que não possuem nenhum Médico Pediatra conveniado para uma simples consulta de rotina. Apenas citei uma especialidade, mas existe uma enorme carência de outras. Em suma, precisa-se desburocratizar os pagamentos aos médicos para que os mesmos tenham interesse em permanecer atendendo pelo Ipsemg, e claro, que a tabela de seus pagamentos seja condizentes com a realidade.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
30/nov
13:24
Por Lusimar Barbosa | Instituto Mineiro de Agropecuária - IMA | Conselheiro Pena/MG No interior não conseguimos atendimento médico nem clínico muito menos médicos especializados, temos que viajar cerca de 98 km , vários muito mais que isso, para fazer uma consulta, entre fazer consulta, exames e o retorno ao médico o gasto é muito grande. Precisamos que olhem esta situação com urgência e cadastrem os hospitais das cidades do interior , os médicos, para que possamos ter um mínino de atendimento possível. Pagamos um valor considerável de contribuição e não temos atendimento digno.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Saúde e Assistência
21 contribuições
30/nov
08:40
Por Marília Maia Coutinho Preihsner | SISIPSEMG | Belo Horizonte/MG Concurso público para todas as áreas, a prestação de serviços dada hoje pelos terceirizados é de péssima, sem contar o alto custo destes para o IPSEMG, prejudicando outras açõe, como capacitação de servidores efetivos.
Compartilhe:
Twitter Facebook
Permalink:

Gerenciamento Democrático
5 contribuições


páginas 1/3
Ir para Ir para
Compartilhe:
Twitter Facebook

Login

Entrar


Quantidade de contribuições

Todas: 29
Removidas pelo moderador (total): 0



Contribuições por tema





Contribuições mais apoiadas


4
Simone Maria Duarte Martins | Superintendência Regional de Ensino de Juiz de Fora - SEE/MG | Juiz de Fora/MG

Gostaria que fosse possível registrar os pais acima de 70 anos como dependentes do(a) servidor(a) mesmo que não morem no(...)


2
Professor Helvanio Carvalho Júnior | Sobrália/MG

Penso que o IPSEMG assistência saúde deveria ser mais ampla, pois, nós do interior encontramos muita dificuldade para en(...)


1
Vanessa Barçante Jota | Belo Horizonte/MG

A rede credenciada deve ser ampliada nos interiores.


1
Adriana Ferreira Fernandes | Belo Horizonte/MG

Gostaria de ver retornar o programa Ipsemg Família ou algo na mesma linha de atenção. É preciso criar mecanismos de atr(...)


1
Nilson Pereira da Silva | Servidor | Belo Horizonte/MG

O serviço de atendimento médico, marcar consulta pelo Ipsemg é praticamente impossível, a rede conveniada só atende com (...)


1
Adriana Ferreira Fernandes | Belo Horizonte/MG

Espaço para que o servidor possa assistir as reuniões dos conselhos, com ou sem voz. Relatório de produtividade do recru(...)