Logomarca ALMG

Projeto de Lei Nº 358/2023
Fechado

52 a favor562 contra
Inicio das opiniões: 09/03/2023
Carina
Contra
18/04/2023 às 14:37
Carteiras de ADM da PCMG ficam na PCMG... E não neste esdrúxula SEPLAG...
0
0
Ramalho
Contra
18/04/2023 às 09:33
Comentário removido pelo autor.
Fernando
Não votou
13/04/2023 às 18:26
O Detran vai sair da PC é uma realidade. E depois terceirizado à iniciativa privada. Tudo dentro da lei. Agora o que irá acontecer com servidores administrativo da PC , que estão no Detran? Dificilmente continuarão no DETRAN e recebendo honorários da Banca. A terceirização sai muito mais em conta para o governo.Muitos irão para as Depol, fazer serviço cartorário,IML, Perícia, HPC,ganhando o que ganha, sem adicional.Mas poderão continuar a usar o uniforme da Polícia Civil, que na realidade é principal reivindicação do Siapol. Conseguiram limitar a atuação do servidor na SEPLAG,ou em outra Secretaria de Estado, já que mesma cede servidores para muitas O tal sindicato não se deu conta , que conseguiram piorar para a categoria o campo de atuação. Uma lástima. O gordinho sem pescoço e o outro lá que mete a chapinha no cabelo , conseguiram a proeza de piorar o texto para toda categoria. Só será percebido, quando começarem a terceirazacao do Detran. Mas pelo menos, continuaram a vestir o uniforme da PC.
1
0
Carina
Contra
13/04/2023 às 11:29
Este projeto foi muito mal formulado. Não traz nenhum benefício ao povo mineiro. Se formos analisar as manobras de criação ou não de secretárias tá extremamente mal aplicada e com erros grotescos em todos os pontos desta PLC 358/2023. Não dá nem pra entender essa super SEPLAG que tanto estão impondo que administrativa falando nem sabe o que de fato as outras autarquias fazem e nem entendem suas funções. Tirar o DETRAN e não fazer dela um autarquia ou é uma burrice ou é cargo de corrupção a vista. E a esdrúxula remoção de servidores públicos da PCMG (os administrativos) para a super SEPLAG (ironia) e fazerem com que eles trabalhem em duas autarquias ao mesmo tempo. Nem nas empresas privadas ocorre isso... Vamos imaginar essa situação: trabalho na TIM e numa contabilidade mas o empregador que paga o salário será somente um. Eu vejo isso como desestruturar uma empresa pra futuramente vendê-la... Não tem outra lógica que isso. Nesta proposta muda a forma de venda de terrenos (a preço de banana) do estado. Já tava de olho no aeroporto Carlos Prates (um terreno que vale mais de 300 milhões de reais). Uma vergonha este governo e os deputados que não alteram as várias emendas sugeridas para melhorar de fato este projeto. E fica a dúvida pra quem esses deputados estão trabalhando? Lamentável e os eleitores que votaram neles deveriam assistir e observar essa desordem legislativa.
2
0
Milton
Contra
12/04/2023 às 19:31
Romeu zema é contra o serviço público, o que ele não sabe, ou finge, é que nós servimos a população e não a um governo! O fechamento das administrações fazendárias, assim como a EXTINÇÃO do centenário cargo de gestor é um retrocesso pro estado de MG. Vergonhoso!
1
1
Josiane
Contra
12/04/2023 às 18:50
Além do desrespeito com o funcionário público em geral, eu, como moradora de cidade pequena sei o prejuízo que será o fechamento das administrações fazendárias em todo o estado. O funcionário público serve ao estado e à população e não a um governo! Estamos atentos aos votos de todos os parlamentares.
1
1
Augusto
Contra
12/04/2023 às 09:41
Que a Comissão de Administração Pública, reveja a questão do "§ 2º do artigo n°77"Muito danoso ao servidor administrativo da PCMG. Retrocesso ao texto inicial .Restringe sua atuação à Coordenadorias Estaduais de Trânsito.Com a abrangência dos servidores para atuar em toda a SEPLAG,seria de extremo benefício ao servidor e Administração Pública. A referida Secretaria de Estado possui maior competência em Gestão de Pessoas para enquadrar melhor o servidor, baseado em suas atribuições, as especificidades de sua escolaridade, entre outros. Ainda há tempo para corrigir a situação.Que a Comissão de Administração Pública da ALMG, seja capaz de rever a questão.
1
1
Mortimer
Contra
11/04/2023 às 17:04
A EMC é patrimônio da cultura.
0
0
PC
Não votou
10/04/2023 às 14:17
A desvinculação do detran da PC é uma aspiração popular assim como a criação da polícia científica. PC é investigação criminal, sem delongas.
0
0
PC
Não votou
10/04/2023 às 14:15
Comentário removido pelo autor.
Antonio
A favor
05/04/2023 às 15:06
Era favorável desse projeto de Lei até esse último § 2º do artigo n°77. Retrocesso inenarrável.
0
1
Amilcar
Contra
05/04/2023 às 14:29
O PL 358/2023 é uma clara demonstração de desprezo pela cultura mineira. Não permitam que destruam o Arquivo Público Mineiro que há mais de 130 anos cumpre seu papel de guardião da história e da memória de nosso Estado.
1
0
Carlos
A favor
04/04/2023 às 17:18
Profissionais multidisciplinares , das áreas da Saúde, Engenharia e Exatas e Humanas. Por esse projeto de lei, pelo § 2º do artigo n°77, da forma que está passando vai todo mundo parar no Setor de Trânsito.Trecho mais esdrúxulo.Com a transferência dos servidores para SEPLAG, que possui melhor capacidade em Gestão de Pessoas para enquadrar melhor o servidor.
0
3
Antonio
A favor
04/04/2023 às 15:09
Profissionais multidisciplinares limitados à Coordenadoria Estadual de Trânsito. Texto foi alterado para pior.Assim as Políticas Públicas, nunca serão implementadas com maior eficiência.Chega um grupinho de sindicato que nem licenciado é, o Siapol, e muda a redação.
0
3
Antonio
A favor
04/04/2023 às 15:01
Mais de 1000 cargos administrativos da PCMG, que poderiam ser melhores aproveitados pela SEPLAG. Verdadeiro retrocesso para Administração Pública esse § 2º do artigo n°77.Não foi bem discutido, está gerando um erro crasso.
0
2
Augusto
Contra
04/04/2023 às 14:54
A favor da retirada do § 2º do artigo n°77.
0
1
Carlos
A favor
04/04/2023 às 13:57
Para se ter uma noção do grau de conhecimento de carreiras do SIAPOL: Se algum dia, porventura se Polícia Civil não gerir mais o Hospital da Polícia Civil, os diversos profissionais de saúde(médicos, enfermeiros, odontólogos, psicólogos) do Hospital, que são servidores administrativos da Polícia Civil, podem trabalhar nas delegacias tramitarem inquéritos policiais , ou não na CET(trânsito), licenciarem condutores e veículos automotores?
0
1
Fernando
Não votou
04/04/2023 às 13:21
Como pode um sindicato de com o número de 0( zero) sindicalizados( SIAPOL) , opinar em nome de toda uma categoria ? Conseguiram retroceder, com esse substitutivo do artigo n77. Não digo inacreditável, pois sei das limitações cognitivas de alguns integrantes do SIAPOL,que fazem compareceram na ALMG para tumultuar e em nome da categoria.Há uma gama de opções para ida para SEPLAG. É uma grande decepção, à ALMG , dar atenção aos pleitos desse "sindicato" . Esses servidores, que dizem representar os administrativo da PCMG, apenas residem em Belo Horizonte . No interior do estado, não se tem a opção de faltar ao trabalho para dialogar com deputados estaduais.Que a ALMG, considere expandir o cargos administrativo para toda a SEPLAG, como anteriormente.Que pensamento tacanho, obsoleto, retrógrado e cognitivamente limitado desses integrantes desse sindicato seja ignorado. Que ALMG delibere, o melhor para o servidor administrativo da PCMG.
1
2
Carlos
A favor
04/04/2023 às 10:37
Esse SIAPOL presta um desserviço aos servidores administrativos. Estão alienados com essa questão da nomenclatura do cargo e piorou no campo de atuação do servidor. Porque não pleitearam algum auxílio , como auxílio vestimenta?Servidores da SEJUSP recebem. Esse pessoal se supera a cada dia.
2
1
Carlos
A favor
04/04/2023 às 09:26
Em algum tempo, com a terceirização de atividades do DETRAN, muitos desses administrativos da PCMG que hoje estão no DETRAN , irão fazer serviço de escrivão ad-hoc. E ganhando menos.
1
1

Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais. Todos os direitos reservados. Versão: 5.0.0. Este site é protegido pelo reCAPTCHA (aplicam-se sua Política de Privacidade e Termos de Serviço).

Termos de Uso e Política de Privacidade