Conheça os Deputados da 17ª legislatura (de 01/02/2011 a 31/01/2015)

  • Sargento Rodrigues

  • Biografia

Principais Fatos da Vida Profissional e Política:

Advogado e bacharel em Comunicação Social (habilitação em produção editorial) e pós-graduado em Estudos de Criminalidade e Segurança Pública pela UFMG. Washington Fernando Rodrigues, mais conhecido como Sargento Rodrigues, é um policial militar e político brasileiro do estado de Minas Gerais, filiado ao PTB. Atualmente exerce o mandato de deputado estadual em Minas Gerais. Nasceu em Itupeva, distrito de Medeiros Neto, no dia 30 de maio de 1964. Exerce o sexto mandato consecutivo como Deputado Estadual em Minas Gerais. Foi eleito a primeira vez em 1998, pelo PL. Foi reeleito em 2002, 2006, 2010 e 2014, pelo PDT. Em 2018, foi reeleito para o sexto mandato, pelo PTB, sendo o segundo deputado estadual mais bem votado em Minas Gerais, com 123.648 votos. Bacharel em Direito pelo Centro Universitário Una (2011) e Comunicação Social pelo Centro Universitário Uni-BH (2004). Pós-graduado em Estudos de Criminalidade e Segurança Pública, pela Universidade Federal de Minas Gerais, e em Gestão Pública, pela Fundação João Pinheiro (2018). Rodrigues também foi membro do Conselho Estadual Anti-Drogas - Conead, nos anos de 2001, 2002 e 2003, e do Conselho de Defesa Social de Minas Gerais, em 2003 e 2004. A família mudou-se para Belo Horizonte em 1968, quando, aos 4 anos de idade, Rodrigues tornou-se órfão de pai. Oriundo de uma família humilde, começou a trabalhar aos 13 anos como vendedor ambulante de jornal e, aos 15, trabalhou como auxiliar de produção da Ranel Bijouterias. Com 16 anos, foi vigilante mirim do Centro Salesiano do Menor - CESAM e, aos 18, office boy e auxiliar de tesouraria na Cisa Veículos. Ingressou na carreira policial militar aos 20 anos, como soldado no Batalhão de Trânsito, onde permaneceu por três anos. Após ter sido aprovado no concurso para Cabo, foi transferido para o 5º Batalhão, no qual obteve o primeiro certificado de destaque operacional de sua carreira de policial militar. Devido ao empenho no exercício da profissão, foi transferido para o antigo Batalhão de Choque, para atuar na Companhia ROTAM. Em 1989, foi para a Academia de Polícia Militar e, em julho do mesmo ano, se formou Sargento, permanecendo na ROTAM até 1993. Nesse ano, passou a trabalhar no COPOM - Central de Operações da Polícia Militar, como operador de rádio. Em junho de 1997, voltou para o 5º BPM, no radiopatrulhamento. No dia 13 de junho de 1997, a Polícia Militar mineira saiu às ruas para reivindicar seus direitos, fato este que se tornou parte da história de Minas. O Movimento nasceu do sofrimento vivido pelos policiais que clamavam por justiça e igualdade. O Sargento Rodrigues, um dos líderes de Movimento, foi aclamado pelas praças, na Praça da Liberdade, para fazer parte da Comissão de Negociação e se destacou pela coragem e determinação em defender os interesses da classe. Por liderar esse movimento histórico, foi expulso da PMMG, juntamente com outros 185 companheiros. Antes mesmo do Movimento de 1997, Rodrigues já se interessava pela carreira política, por acreditar que era a única forma de lutar contra as injustiças e por melhores condições de trabalho para os militares mineiros, sem ser perseguido e tolhido por superiores. Munido por esse sonho, candidatou-se a vereador em Belo Horizonte no ano de 1996, pelo PMN. Obteve 2.674 votos, ficando como primeiro suplente. Já naquela época, apesar do anonimato, Rodrigues foi o policial mais votado do Estado. Em 1998, desempregado, mas já conhecido como Líder do Movimento Reivindicatório das Praças da PMMG, candidatou-se a Deputado Estadual pelo PL e foi eleito pela primeira vez.

Atuação Parlamentar na ALMG:

Atualmente, exerce seu sexto mandato consecutivo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), onde ingressou em 1999. Atuante na área de segurança pública, preside, pela quinta vez, a Comissão de Segurança Pública. Desde as eleições de 1998 tem sido o deputado estadual votado no maior número de municípios: em 1998, foram 801; em 2002, 841; em 2006, 837; em 2010, 844; em 2014, 846 e, em 2018, obteve votos em 852 dos 853 municípios mineiros. Primeiro mandato (14ª Legislatura 1998 a 2001) - Em 1998, já conhecido como Líder do Movimento Reivindicatório das Praças da PMMG, candidatou-se a Deputado Estadual pelo PL e foi eleito com 74.594 votos, consagrando-se o segundo deputado mais bem votado do Estado. Segundo mandato (15ª Legislatura 2002 a 2006) - Em 2002, foi reeleito pelo PDT, com 78.183 votos. No biênio 2003/2004, presidiu a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, da qual também foi membro efetivo nos anos de 2005 e 2006. Sargento Rodrigues também fez parte da Comissão de Administração Pública. Rodrigues também foi membro do Conselho Estadual Anti-Drogas - CONEAD, nos anos de 2001, 2002 e 2003, e do Conselho de Defesa Social de Minas Gerais, em 2003 e 2004. Terceiro mandato (16ª Legislatura 2006 a 2009) - Em 2006, foi reeleito pelo PDT, com 66.941 votos. Foi 3º Secretário da Assembleia Legislativa. No biênio 2007/2008, presidiu pela segunda vez a Comissão de Segurança Pública e foi membro efetivo da Comissão de Constituição e Justiça. Quarto mandato - Em 2010, foi reeleito pelo PDT, com 94.312 votos. Atuou como Líder da Bancada do PDT e foi presidente da Executiva Municipal do partido, além de membro efetivo das Comissões de Segurança Pública e de Direitos Humanos. Quinto mandato - Em 2014, foi reeleito pelo PDT, com 98.841 votos. Foi novamente presidente da Comissão de Segurança Pública da ALMG e presidente do Partido Democrático Trabalhista de Belo Horizonte (PDT-BH). Sexto mandato - Em 2018, foi reeleito pelo PTB, com 123.648 votos, consagrando-se o segundo deputado mais bem votado do Estado. Atualmente, preside a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa.

Legislaturas:

14ª - 1999-2003- Efetivo
de 01/02/1999 até 31/01/2003 (Em exercício em 01/02/1999)

15ª - 2003-2007- Efetivo
de 01/02/2003 até 31/01/2007 (Em exercício em 01/02/2003)

16ª - 2007-2011- Efetivo
de 01/02/2007 até 31/01/2011 (Em exercício em 01/02/2007)

17ª - 2011-2015- Efetivo
de 01/02/2011 até 31/01/2015 (Em exercício em 01/02/2011)

18ª - 2015-2019- Efetivo
de 01/02/2015 até 31/01/2019 (Em exercício em 01/02/2015)

19ª - 2019-2023- Efetivo
de 01/02/2019 até 31/01/2023 (Em exercício em 01/02/2019)

Filiação Partidária no exercício do mandato:

PDT

Partido pelo qual concorreu na eleição:

PDT

Votação do deputado em 2010 por:

Município

Microrregião

Macrorregião

Veja também

  • Entenda a Assembleia
  • Lideranças
  • Representação Partidária

Perguntas Frequentes

  • O que faz o deputado estadual?

    Membro da Assembleia, o deputado estadual representa os interesses da sociedade no Parlamento, sendo eleito pelo voto popular para um mandato de quatro anos. O exercício do mandato compreende várias atividades, entre elas a discussão e a produção de leis que têm impacto direto na vida das pessoas, como nas áreas de saúde, educação, segurança, meio ambiente e defesa do consumidor.
    O deputado também fiscaliza o Executivo, avaliando as políticas públicas. Para isso, pode solicitar informações ao Governo e convocar secretários de Estado. Faz ainda a intermediação de conflitos entre, por exemplo, os cidadãos e o Estado.
    O parlam... Leia mais

  • Como é estipulado o número de 77 deputados estaduais?

    O número de deputados estaduais é definido de acordo com as Constituições Federal e Estadual, proporcionalmente à população do Estado, e tem como base a representação na Câmara dos Deputados. Para se chegar ao número de deputados estaduais, é utilizada a regra do triplo, que tem aplicabilidade limitada a 12 deputados federais (cujo triplo é 36).
    Para os estados que possuem mais de 12 deputados federais, caso de Minas, aplica-se essa mesma regra; porém, deve-se acrescentar ao triplo (36) o número de deputados federais excedentes a 12.
    Ou seja, o cálculo do número de deputados estaduais é feito multiplicando-se 12 por três (3... Leia mais

  • Como consigo uma lista com os telefones de todos os deputados?

    A relação de todos os deputados da atual legislatura com os respectivos telefones de contato, fax, e-mail e outras informações pode ser consultada no Portal da Assembleia, na seção Fale com a Assembleia.

  • Qual é a remuneração mensal dos deputados?

    A remuneração do deputado constitui-se de subsídio mensal, no valor correspondente a 75% da remuneração do deputado federal, conforme o parágrafo 2º do artigo 27 da Constituição Federal e a Resolução da Mesa da Assembleia 5.459, de 2014:

    Total bruto da remuneração mensal do deputado estadual (subsídio ... Leia mais

  • Que outros valores o deputado pode receber como remuneração?

    O deputado estadual faz jus ainda a:
    - Parcela correspondente ao valor do subsídio, a ser paga no mês de dezembro, proporcionalmente ao efetivo exercício do mandato parlamentar no ano.
    - Ajuda de custo correspondente ao valor do subsídio, no início e no final do mandato parlamentar. É vedada a concessão da ajuda de custo ao suplente reconvocado dentro da mesma legislatura.

    Todos os valores que o deputado pode receber como remuneração estão detalhados na aba Remuneração dos Deputados e Custeio, na página Leia mais