Pronunciamento

Questão de Ordem

Autor:
DEPUTADO PAULO GUEDES

Data: 03/12/2014   Hora: 09:00


Partido:
PT


Tipo:
Questão de Ordem


Resumo:
Comenta o pronunciamento do deputado Lafayette Andrada sobre a obstrução dos trabalhos pelo Partido dos Trabalhadores – PT.


Assunto:
(ALMG).


Reunião:
Tipo: EXTRAORDINÁRIA Número: 17 ª Data: 03/12/2014 Hora: 09:00


Legislatura: 17 ª Sessão Legislativa: 4 ª Tipo da Sessão: ORDINÁRIA


Publicação: Diário do Legislativo em 06/12/2014 Pág: 60 Col: 1


17ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA 4ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 17ª LEGISLATURA, EM 3/12/2014

Palavras do deputado Paulo Guedes


O deputado Paulo Guedes - Sr. Presidente, primeiro eu queria dizer ao deputado Lafayette que o PT não precisa tremer, não treme e nunca vai tremer, porque ele tem uma sustentação muito forte, que é a sustentação do povo de Minas e do povo brasileiro. Nós somos o sentimento das ruas, o que ficou muito bem provado nessas eleições com o resultado que tivemos em Minas e no Brasil. Se alguém está tremendo deve ser a turma do PSDB. Está tremendo de medo de perder as mamatas que tem na Copasa, na Cemig, na Codemig, em inúmeras secretarias e órgãos do governo do Estado. Deve ter muito bezerrão tremendo de medo de auditoria e de CPI. Eu acho, Lafayette, que V. Exa., ao falar que o PT treme, na verdade está se autoqualificando. A tremelica está começando, deputado Rogério Correia. A ficha começou a cair. O Lafayette ainda não entendeu que esta Casa e a oposição estão fazendo seu papel ao defender Minas Gerais e os interesses do Estado. O PSDB, nesses 12 anos em que governou Minas Gerais, nunca fez nenhum agrado aos servidores públicos mas, depois que perdeu a eleição, ficou bonzinho, e o Aécio, de ressaca. Ele está esbravejando e até agora não admitiu a derrota. Foi derrotado em Minas, onde são publicados os jornais que a Andréa domina, nos quais a Andréa manda escrever o editorial, que a Andréa liga mandando mudar a matéria porque não é assim que ela quer. Ela e ele devem estar tremendo muito porque, Rogério, os dias estão contados. Começou a contagem regressiva, e faltam menos de 30 dias para que as mamatas acabem. Aí teremos a chance de descobrirmos muita coisa oculta que acontece aqui em Minas Gerais. Aqui deve ter muita coisa oculta que até os trensalões do metrô de São Paulo vão ficar pequenos, porque aqui se encobre tudo. Aqui é proibido denunciar, é proibido fazer CPI, tudo é proibido porque o imperador manda e desmanda. Mas o povo soube muito bem dar sua resposta nessas eleições. Derrotamos esse governo em Minas e derrotamos o partido deles mais uma vez no Brasil. É por isso, Lafayette, que o PT não treme nem balança. Estamos mais firmes do que prego na aroeira. Pode ter certeza disso. Por isso, gostaria de dizer para se prepararem porque a tremelica e o medo devem estar alcançando as pessoas que querem desvirtuar a força deste Parlamento e do nosso bloco de oposição. Fazemos obstrução em prol dos interesses de Minas Gerais porque sabemos como Aécio deixou Minas Gerais, com mais de R$102.000.000.000,00 de dívidas. Esse é o resultado de 12 anos da maldita herança do PSDB em Minas, coordenado pelo Sr. Aécio Neves, pela Sra. Andrea Neves e companhia limitada.



Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

Perguntas Frequentes

  • Que pronunciamentos estão disponíveis no portal?

    Estão disponíveis os pronunciamentos de deputados feitos nas reuniões de Plenário e em eventos institucionais como seminários legislativos, fóruns técnicos e ciclos de debates. Podem-se pesquisar declarações de voto; discursos e apartes; questões de ordem; e decisões do presidente da Assembleia sobre os trabalhos legislativos.
    Também estão disponíveis pronunciamentos feitos por palestrantes, debatedores e demais participantes nos eventos citados.
    O resultado de pesquisa exibe pronunciamentos integrais a partir de 2001. Dados referenciais estão disponíveis desde 1988.

  • Quando os pronunciamentos estão disponíveis para consulta no portal?

    Os pronunciamentos estão disponíveis para consulta no dia seguinte ao de sua publicação no diário oficial do Estado.

  • Os pronunciamentos são editados antes de serem liberados?

    Os pronunciamentos não são editados. O que é feito, ao final das reuniões do Plenário, é a revisão e a montagem das notas taquigráficas dos discursos.

Veja também