Acompanhe
Plenário recebe orçamento do estado para 2022

TV Assembleia

Vídeos

Plenário recebe orçamento do estado para 2022

Compartilhe:
Twitter Facebook

Data: 30/09/2021

Programa: Assembleia Notícia

Descrição: Chegou ao Plenário da Assembleia nesta quinta-feira o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê arrecadação e gastos do estado para o ano que vem. O governador também enviou a proposta de revisão do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que traça metas para o estado no período de quatro anos e precisa ser revisto anualmente. Nos discursos da tarde, deputados comemoraram o anúncio de licitação para obras na BR-135, no Norte de Minas. Houve também elogios e críticas ao presidente Jair Bolsonaro e ao governador Romeu Zema. Chegou ao Plenário da Assembleia nesta quinta-feira o projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA), que prevê arrecadação e gastos do estado para o ano que vem. O governador também enviou a proposta de revisão do Plano Plurianual de Ação Governamental (PPAG), que traça metas para o estado no período de quatro anos e precisa ser revisto anualmente. Nos discursos da tarde, deputados comemoraram o anúncio de licitação para obras na BR-135, no Norte de Minas. Houve também elogios e críticas ao presidente Jair Bolsonaro e ao governador Romeu Zema.

00:04:12 | Resolução: 1440x1080 | Download (46374kb)
Conheça a história da TV Assembleia

Agenda

Terça-feira, 25 de janeiro de 2022

00:00

Compactos de Comissões
00:30

Reunião da Comissão Extraordinária de Energia Renováveis (05/10)
Debater as perspectivas para o Hidrogênio Verde no Brasil, oportunidades e desafios para o crescimento desta fonte de energia em Minas Gerais.
05:30

Homenagem às vítimas de Brumadinho de 27/09 (Reprise)
Homenagem à memória das vítimas da tragédia de Brumadinho / Lançamento do livro "Opção pelo risco: causas e consequências do rompimento da barragem de Brumadinho - A CPI da ALMG".
06:30

Visão Parlamentar
Deputado Noraldino Junior (PSC): Preservação de parques e maus-tratos a animais
07:00

Panorama
Infodemia
07:30

Geração (Reprise)
DMS e Viber: arte urbana de BH para o mundo
08:00

Memória e Poder
Márcio Garcia Vilela (jurista)
09:00

Mundo Político
Juliana Alvim, professora de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da UFMG.
09:30

Reportagem Especial - Três anos do rompimento da barragem de Brumadinho.
Em 25 de janeiro de 2019, 272 vidas foram perdidas em Brumadinho, após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. Logo após a tragédia, a Assembleia de Minas aprovou a Política Estadual de Segurança de Barragens, que endureceu as regras para as mineradoras. A lei veda a construção de barragens em locais onde os rejeitos possam atingir comunidades próximas e proíbe o uso do método de alteamento a montante, o mesmo adotado nas estruturas que se romperam em Brumadinho e Mariana. Um relatório da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) revela que, das 54 barragens a montante em Minas, 42 não cumprirão o prazo de descomissionamento estipulado pela lei, que termina em 25 de fevereiro de 2022. As estruturas ainda ativas submetem a população ao medo e a transtornos constantes, especialmente no entorno das barragens que têm perigo iminente de rompimento.
09:40

Narrativas (Reprise) - Vale de Lama: a vez de Brumadinho.
Programa produzido pela Tv Assembleia e exibido originalmente em 11.02.2019.
10:10

Reunião da Comissão Extraordinária das Privatizações do dia 02/12 (Reprise)
Debater o atual diagnóstico das operações da Gasmig no Estado, incluindo cronograma de investimento, com a presença da Gasmig, da Fiemg e das empresas consumidoras de gás natural
12:15

Reportagem Especial - Três anos do rompimento da barragem de Brumadinho.
Em 25 de janeiro de 2019, 272 vidas foram perdidas em Brumadinho, após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. Logo após a tragédia, a Assembleia de Minas aprovou a Política Estadual de Segurança de Barragens, que endureceu as regras para as mineradoras. A lei veda a construção de barragens em locais onde os rejeitos possam atingir comunidades próximas e proíbe o uso do método de alteamento a montante, o mesmo adotado nas estruturas que se romperam em Brumadinho e Mariana. Um relatório da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) revela que, das 54 barragens a montante em Minas, 42 não cumprirão o prazo de descomissionamento estipulado pela lei, que termina em 25 de fevereiro de 2022. As estruturas ainda ativas submetem a população ao medo e a transtornos constantes, especialmente no entorno das barragens que têm perigo iminente de rompimento.
12:25

Assembleia ao Vivo / Solenidade em homenagem às vítimas de Brumadinho
13:00

Crônica para um futuro imaginado (Reprise) - Com o diplomata, Paulo Roberto Almeida.
13:30

Mundo Político
Juliana Alvim, professora de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da UFMG.
14:00

Reunião da Comissão de Desenvolvimento Econômico
Debater o regime de tributação dos combustíveis em Minas Gerais e os valores que compõem atualmente a base de cálculo do ICMS nessas operações.
17:00

Compactos de Comissões
17:30

Boletim de Notícias
17:50

Reportagem Especial - Três anos do rompimento da barragem de Brumadinho.
Em 25 de janeiro de 2019, 272 vidas foram perdidas em Brumadinho, após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. Logo após a tragédia, a Assembleia de Minas aprovou a Política Estadual de Segurança de Barragens, que endureceu as regras para as mineradoras. A lei veda a construção de barragens em locais onde os rejeitos possam atingir comunidades próximas e proíbe o uso do método de alteamento a montante, o mesmo adotado nas estruturas que se romperam em Brumadinho e Mariana. Um relatório da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) revela que, das 54 barragens a montante em Minas, 42 não cumprirão o prazo de descomissionamento estipulado pela lei, que termina em 25 de fevereiro de 2022. As estruturas ainda ativas submetem a população ao medo e a transtornos constantes, especialmente no entorno das barragens que têm perigo iminente de rompimento.
18:00

Compactos de Comissões
18:30

Visão Parlamentar
Beatriz Cerqueira (PT): Avaliação do Plano Estadual de Educação
19:00

Mundo Político
Juliana Alvim, professora de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da UFMG.
19:30

Compactos de Comissões
19:50

Reportagem Especial - Três anos do rompimento da barragem de Brumadinho.
Em 25 de janeiro de 2019, 272 vidas foram perdidas em Brumadinho, após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale. Logo após a tragédia, a Assembleia de Minas aprovou a Política Estadual de Segurança de Barragens, que endureceu as regras para as mineradoras. A lei veda a construção de barragens em locais onde os rejeitos possam atingir comunidades próximas e proíbe o uso do método de alteamento a montante, o mesmo adotado nas estruturas que se romperam em Brumadinho e Mariana. Um relatório da Fundação Estadual do Meio Ambiente (Feam) revela que, das 54 barragens a montante em Minas, 42 não cumprirão o prazo de descomissionamento estipulado pela lei, que termina em 25 de fevereiro de 2022. As estruturas ainda ativas submetem a população ao medo e a transtornos constantes, especialmente no entorno das barragens que têm perigo iminente de rompimento.
20:00

Narrativas (Reprise) - Vale de Lama: a vez de Brumadinho.
Programa produzido pela Tv Assembleia e exibido originalmente em 11.02.2019.
20:30

Panorama
Infodemia
21:00

Geração (Reprise)
DMS e Viber: arte urbana de BH para o mundo
21:30

Memória e Poder
Márcio Garcia Vilela (jurista)
22:30

Mundo Político
Lígia Madeira, coordenadora do programa em Políticas Pública da UFRGS
23:00

Crônica para um futuro imaginado
com o diplomata, Paulo Roberto Almeida.
23:30

Compactos de Comissões

Últimos vídeos do Programa Assembleia Notícia