TV Assembleia

História da TV Assembleia

Conheça a história da TV Assembleia

A TV Assembleia da ALMG foi a primeira emissora legislativa brasileira. Ela entrou em operação em 30/11/95, após a publicação da Lei Federal 8.977, de 1995, que regulamenta o serviço de TV a cabo no Brasil.

A emissora tem 24 horas de programação diária. Cobre ao vivo as reuniões do Plenário e de comissões, além de transmitir eventos institucionais e culturais da Assembleia, noticiários e debates. São mil horas de transmissões ao vivo a cada ano.

Da Capital para o interior

Quando entrou em operação, em 1995, tinha duas horas e meia de programação e apresentava reprises das reuniões do Plenário. A partir de 1996, atinge 12 horas de programação, com programas gravados e editados. Em 1997, oferece grade básica de programas, muitos produzidos em estúdio.

Em 1998, chega ao satélite Brasilsat B3 (atual Satélite B4), o que lhe permite alcançar todo o Estado. Passa a transmitir 17 horas de programação, incluindo documentários e programas nas áreas do direito, política e cultura.

O canal das eleições

Em 1998, faz sua primeira grande cobertura das eleições, iniciando um projeto que a transforma em referência no jornalismo político. Em 1999, diversifica a grade de programas, com 18 horas diárias, e consolida a expansão para o interior.

A partir de 2000, a TV Assembleia se firma como a emissora do Parlamento, da política e das eleições. Faz uma cobertura histórica do pleito municipal e, em seguida, das eleições de 2002 e todos os pleitos subsequentes.

Pela internet e no sistema digital

Em 2007, o alcance da TV Assembleia é ampliado com a transmissão da programação pela internet, em tempo real.

Em 2009, inicia a migração do sistema analógico para o digital, com ganhos de qualidade de imagem e som. Com novos equipamentos de edição e exibição, a grade é ampliada de 19 para 24 horas diárias.

Agenda

Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

00:00

Compactos de Comissões
01:00

Debate Público realizado pela Comissão de Educação no dia 22/10 (Reprise)
Debater a execução do Plano Estadual de Educação, considerando-se o período de 2019 a 2021, em consonância com as metas do Plano Nacional de Educação, e traçar um panorama dos desafios contemporâneos à frente da educação e das possibilidades para seu enfrentamento.
06:30

Boletim de Notícias
07:00

Teleaula
Ensino Fundamental 8º ano: Ciências - Sistema endócrino
07:20

Teleaula
Ensino Fundamental 7º ano: Ciências - Os Cinco Reinos II
07:40

Teleaula
Ensino Fundamental 6º ano: Ciências - Tecidos III
08:00

Teleaula
Ensino Fundamental 5º ano: Ciências - Obesidade
08:20

Teleaula
Ensino Fundamental 4º ano: Ciências - Movimentos da Terra e da Lua
09:00

Boletim de Notícias
09:30

Assembleia ao Vivo / Comissões
12:30

Boletim de Notícias
13:00

Mundo Político (Reprise)
13:30

Compactos de Comissões
13:45

Boletim de Notícias
14:00

Assembleia ao Vivo / Plenário e Comissões
17:30

Boletim de Notícias
18:00

Geração (Inédito)
O Geração conversou com Laysa Peixoto, caçadora de asteroides de um programa da NASA, a agência espacial dos Estados Unidos. A universitária reconheceu um deles e agora vai poder dar nome ao LPS0003, asteroide que, por enquanto, está registrado com as iniciais do nome completo da jovem de 18 anos. Laysa cresceu em Contagem, intrigada com os mistérios do universo, que descobriu na antiga série de TV Cosmos, de Carl Segan, produzida originalmente em 1980 e exibida em diversas emissoras do mundo. O Geração percorreu a infância e a adolescência de Laysa, que sempre estudou em escola pública e agora é aluna da Faculdade de Física na UFMG. O programa descobriu o lado escritora, a influência da música clássica, o emprenho nas olimpíadas do conhecimento, as premiações internacionais e o início da carreira científica, rumo ao sonho de ser astronauta.
18:30

Visão Parlamentar (Reprise)
com a Deputada Leninha (PT): Ações de enfrentamento à fome em MG e no Brasil. A parlamentar fala sobre os impactos da pandemia para a politica estadual de segurança alimentar e ações de enfrentamento à fome em Minas. E ainda sobre ações legislativas voltadas para a proteção da saúde da mulher.
19:00

Boletim de Notícias
19:30

Teleaula
Ensino Fundamental 9º ano: Ciências - Meiose II
19:50

Teleaula
Ensino Médio 1º ano: Biologia - Características Gerais dos Seres Vivos
20:10

Teleaula
Ensino Médio 2º ano: Biologia ¿ Fisiologia Humana I
20:30

Teleaula
Ensino Médio 3º ano: Física ¿ Resistência Elétrica
20:50

Teleaula
Ensino Médio 3º ano: Química - Ramificações e seus nomes
21:10

Teleaula
Tira dúvidas
22:00

Boletim de Notícias
22:30

Mundo Político (inédito)
Entrevistas, comentários e notas sobre a movimentação política no País
23:00

Plenário (reprise)
Reunião Ordinária de Quarta-Feira (27/10)

Boletim da TV Assembleia

Boletim semanal com destaques da programação e vídeos.

Veja um boletim »

Assinar boletim

Perguntas Frequentes

  • Por que a Assembleia tem uma emissora de TV?

    Durante a tramitação da Lei do Cabo (Lei Federal 8.977, de 1995) no Congresso Nacional, as entidades que representam a sociedade, como o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação (FNDC), propuseram a obrigatoriedade da presença de emissoras públicas, comunitárias e universitárias na TV por assinatura, sem nenhum custo. A proposta foi aprovada e até hoje é considerada uma das principais conquistas da lei. A TV Assembleia de Minas foi a primeira emissora legis... Leia mais