Notícias Rss

Proposições analisadas pela comissão já podem voltar ao Plenario, em 2º turno
Proposições analisadas pela comissão já podem voltar ao Plenario, em 2º turno - Foto: Clarissa Barçante
05/12/2016 16h15

PL contra trotes a emergências pode voltar ao Plenário

Comissão de Segurança Pública também dá aval a projeto de lei que prevê inspeções sanitárias em presídios.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou nesta segunda-feira (5/12/16) pareceres favoráveis de 2º turno, na forma do vencido (texto aprovado no 1º turno com modificações), a duas proposições.

De autoria do deputado Inácio Franco (PV), o Projeto de Lei (PL) 838/15 pretende coibir trotes a serviços de emergência, enquanto o PL 878/15, de Sargento Rodrigues (PDT), dispõe sobre a vigilância sanitária nos estabelecimentos prisionais.

Os relatores dos projetos foram, respesctivamente, o presidente da comissão, Sargento Rodrigues, e Cabo Júlio (PMDB). As duas proposições já podem ser votadas no Plenário em 2º turno.

O PL 838/15, em sua redação original, estipula que os responsáveis pelo acionamento indevido por telefone aos serviços de emergência, como o telefone 190 da Polícia Militar, envolvendo remoções ou resgates, combate a incêndios ou ocorrências policiais, deverão ressarcir o Estado pelos prejuízos causados, por meio de cobrança na fatura do serviço telefônico.

Contudo, o texto aprovado no 1º turno passou a prever a aplicação de multa de até 500 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs), após instauração de processo administrativo que deve garantir a ampla defesa ao responsável pelo acionamento. Os critérios de gradação, fixação e cobrança da multa serão fixados futuramente em regulamento.

Vigilância sanitária - Já o PL 878/15 acrescenta o artigo 128-A à Lei 11.404, de 1994, que contém normas de execução penal. O novo dispositivo determina que o estabelecimento prisional é sujeito a controle sanitário, nos termos do Código Estadual de Saúde (Lei 13.317, de 1999), e que o regulamento fixará rotina de inspeções sanitárias aplicáveis a esses locais.

A proposição também acrescenta o inciso XII ao artigo 82 do mesmo código, que define o que são estabelecimentos de serviço de interesse da saúde. Atualmente, o artigo estabelece que um dos estabelecimentos previstos são os de hospedagem de qualquer natureza. A proposição sugere acrescentar a expressão “inclusive os estabelecimentos prisionais”.

Consulte o resultado da reunião.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

26/05/2017

Agenda - Semana tem debate sobre impactos da Lei Kandir

Comissão de Acerto de Contas entre Minas e a União tem audiência nesta segunda-feira (29), às 14 horas, no Plenário.

26/05/2017

Plenárias municipais do Parlamento Jovem começam em junho

Programa de formação cidadã de estudantes tem como tema Educação Política nas Escolas.

26/05/2017

Crescimento da criminalidade em Machado motiva reunião

Deputados da Comissão de Segurança Pública visitam região, onde discutem providências para reagir à onda de crimes.

26/05/2017

Sala de Imprensa analisa cobertura da crise política

Programa da TV Assembleia vai debater o tratamento dado pela mídia brasileira às delações da JBS.

26/05/2017 Assembleia em Ação - Resumo da semana de 22/5 a 26/5/2017
Seu browser não suporta flash player
00:03:02 | Download (2844kb)

26/05/2017 Boletim do dia
Seu browser não suporta flash player
00:03:06 | Download (2912kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter

Infográficos

Credor ou devedor? Estado argumenta que tem créditos a receber. Assembleia iniciou movimento pelo acerto de contas entre Minas e a União. Deputados querem compensação de perdas tributárias nas exportações.