Notícias Rss

Proposições analisadas pela comissão já podem voltar ao Plenario, em 2º turno
Proposições analisadas pela comissão já podem voltar ao Plenario, em 2º turno - Foto: Clarissa Barçante
05/12/2016 16h15

PL contra trotes a emergências pode voltar ao Plenário

Comissão de Segurança Pública também dá aval a projeto de lei que prevê inspeções sanitárias em presídios.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou nesta segunda-feira (5/12/16) pareceres favoráveis de 2º turno, na forma do vencido (texto aprovado no 1º turno com modificações), a duas proposições.

De autoria do deputado Inácio Franco (PV), o Projeto de Lei (PL) 838/15 pretende coibir trotes a serviços de emergência, enquanto o PL 878/15, de Sargento Rodrigues (PDT), dispõe sobre a vigilância sanitária nos estabelecimentos prisionais.

Os relatores dos projetos foram, respesctivamente, o presidente da comissão, Sargento Rodrigues, e Cabo Júlio (PMDB). As duas proposições já podem ser votadas no Plenário em 2º turno.

O PL 838/15, em sua redação original, estipula que os responsáveis pelo acionamento indevido por telefone aos serviços de emergência, como o telefone 190 da Polícia Militar, envolvendo remoções ou resgates, combate a incêndios ou ocorrências policiais, deverão ressarcir o Estado pelos prejuízos causados, por meio de cobrança na fatura do serviço telefônico.

Contudo, o texto aprovado no 1º turno passou a prever a aplicação de multa de até 500 Unidades Fiscais do Estado de Minas Gerais (Ufemgs), após instauração de processo administrativo que deve garantir a ampla defesa ao responsável pelo acionamento. Os critérios de gradação, fixação e cobrança da multa serão fixados futuramente em regulamento.

Vigilância sanitária - Já o PL 878/15 acrescenta o artigo 128-A à Lei 11.404, de 1994, que contém normas de execução penal. O novo dispositivo determina que o estabelecimento prisional é sujeito a controle sanitário, nos termos do Código Estadual de Saúde (Lei 13.317, de 1999), e que o regulamento fixará rotina de inspeções sanitárias aplicáveis a esses locais.

A proposição também acrescenta o inciso XII ao artigo 82 do mesmo código, que define o que são estabelecimentos de serviço de interesse da saúde. Atualmente, o artigo estabelece que um dos estabelecimentos previstos são os de hospedagem de qualquer natureza. A proposição sugere acrescentar a expressão “inclusive os estabelecimentos prisionais”.

Consulte o resultado da reunião.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

28/03/2017

Publicada habilitação para ocupação da Galeria e do Teatro

Diário do Legislativo desta terça-feira (28) traz aprovados na primeira fase do processo seletivo.

28/03/2017

Comissão pretende discutir criminalidade em Pedro Leopoldo

Vereador pede realização de audiência pública com o objetivo de buscar soluções para o problema no município da RMBH.

28/03/2017

Programa Nacional de Crédito Fundiário será debatido na ALMG

Comissão de Participação Popular aprovou ainda outros cinco requerimentos para realização de audiências públicas.

28/03/2017

Eleitos presidente e vice da Comissão de Direitos Humanos

Com isso, todas as 21 comissões permanentes da Assembleia de Minas definiram seus presidentes.

28/03/2017 Comissões 2017/2018 - Direitos Humanos pretende discutir temas de abrangência nacional
Seu browser não suporta flash player
00:00:00 | Download (2045kb)

28/03/2017 Cliente deve ter cautela ao reclamar contra empresa em rede social
Seu browser não suporta flash player
00:03:19 | Download (3118kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter

Infográficos

Em 5 de novembro de 2015, o rompimento da barragem de rejeitos da Samarco destruiu o povoado de Bento Rodrigues, matou 19 pessoas e poluiu o Rio Doce com metais pesados.