Notícias Rss

O deputado Luiz Henrique foi um dos condecorados na categoria Grau Prata
O deputado Luiz Henrique foi um dos condecorados na categoria Grau Prata - Foto: Guilherme Dardanhan
Dinis Pinheiro entregou a comenda ao secretário-geral da Mesa da ALMG, José Geraldo de Oliveira
Dinis Pinheiro entregou a comenda ao secretário-geral da Mesa da ALMG, José Geraldo de Oliveira - Foto: Wellington Pedro
Seu browser não suporta flash player
Mais de 100 personalidades homenageadas em Santos Dumont
25/10/2013 19h50

Presidente da ALMG participa da Medalha Santos Dumont

Solenidade na Fazenda Cabangu, na zona rural do município de Santos Dumont, reverencia memória do pai da aviação.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

Três representantes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) foram agraciados nesta sexta-feira (25/10/13) com a Medalha Santos Dumont. A comenda homenageia o mérito cívico de pessoas e entidades que, de modo relevante, contribuem para o progresso da aviação no País. A solenidade foi realizada na Fazenda Cabangu, a 16 quilômetros do centro de Santos Dumont (Zona da Mata), e contou também com a presença do presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro (PP).

O deputado Luiz Henrique (PSDB), o diretor-geral da Assembleia, Eduardo Vieira Moreira, e o secretário-geral da Mesa da ALMG, José Geraldo de Oliveira Prado, foram condecorados na categoria Grau Prata, pela contribuição para o desenvolvimento e o progresso de Minas Gerais e do Brasil. Outras 120 pessoas, entre empresários, políticos, secretários de Estado, militares, professores e artistas, também foram agraciadas.

A cerimônia lembrou os feitos do “pai da aviação”, como ficou conhecido Alberto Santos Dumont. Durante o evento, os homenageados se posicionaram próximo à réplica do avião 14-Bis, localizado nos jardins da fazenda que integra o Museu de Cabangu, dedicado à memória de Santos Dumont. O local foi onde o aviador nasceu, em julho de 1873. O 14-Bis foi o primeiro aparelho mais pesado que o ar a ser inventado, capaz de decolar e pousar.

Em seu discurso, o governador Antonio Anastasia fez uma relação da evolução da ciência e da tecnologia com o passado colonial do Brasil, quando o foco generalizado na exploração das riquezas naturais e o fato de a vontade de aprender e pensar ser considerada rebeldia impediram um avanço maior do País. “Tomo liberdade de valer-me aqui para imaginar onde poderíamos ter chegado se não tivessem proibido o acesso a qualquer forma de conhecimento. Considerando esse imenso obstáculo que tivemos, temos que valorizar os nossos feitos”, comentou.

Ele destacou também a história de Santos Dumont e sua relação com os homenageados. “A inteligência e a determinação estão presentes também naqueles que homenageamos hoje. A todos fica o reconhecimento e agradecimento do povo mineiro nesta data cívica”, disse. “São as asas de Santos Dumont, que permitiram a humanidade ganhar os céus, que estão simbolicamente vinculadas ao sonho maior de Minas, que é a liberdade”, finalizou.

O deputado Dinis Pinheiro, que é presidente do Conselho Permanente da Medalha, entregou a comenda aos homenageados, juntamente com o governador do Estado, o vice-governador, Alberto Pinto Coelho, o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Herculano Rodrigues, e o prefeito de Santos Dumont, Carlos Alberto Ramos Faria. O reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Clélio Campolina, foi o orador oficial da cerimônia.

A comenda – A Medalha Santos Dumont foi criada pela Lei 1.493, de 1956, para comemorar o cinquentenário do primeiro voo com uma aeronave mais pesada do que o ar, pelo brasileiro Alberto Santos Dumont, em 23 de outubro de 1906. A entrega da comenda é realizada anualmente, por ocasião da Semana da Asa, na fazenda onde nasceu o inventor do avião, e é concedida pelo Governo do Estado. São três graus de homenagem: ouro, prata e bronze, além do Grande Colar da Medalha Santos Dumont. Este último destina-se exclusivamente a chefes de Estado e chefes de governo. Os agraciados são indicados pelo Conselho Permanente da Medalha.


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

24/03/2017

Reforma trabalhista é alvo de críticas em debate na ALMG

Especialista alerta para os perigos escondidos em proposta do governo federal que tramita na Câmara dos Deputados.

24/03/2017

Secretaria de Desenvolvimento Agrário receberá homenagem

Reunião Especial de Plenário nesta segunda-feira (24) comemora dois anos de criação da pasta.

23/03/2017

Deputados querem debater projeto de assistência estudantil

Comissão de Participação Popular também vai discutir a importância de uma política voltada aos atingidos por barragens.

23/03/2017

Reforma trabalhista é tema de debate nesta sexta-feira (24)

ALMG e Câmara dos Deputados promovem evento para discutir impactos de mudanças propostas na CLT.

24/03/2017 Definidos líderes e vice-líderes na ALMG
Seu browser não suporta flash player
00:00:00 | Download (2454kb)

24/03/2017 Parlamentares e sindicalistas criticam proposta de reforma trabalhista
Seu browser não suporta flash player
00:03:44 | Download (3507kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter

Infográficos

Em 5 de novembro de 2015, o rompimento da barragem de rejeitos da Samarco destruiu o povoado de Bento Rodrigues, matou 19 pessoas e poluiu o Rio Doce com metais pesados.