Notícias Rss

Segundo o superintendente do presídio, a transferência será autorizada ainda nesta sexta (5)
Segundo o superintendente do presídio, a transferência será autorizada ainda nesta sexta (5) - Foto: Willian Dias
João Leite, Neider Moreira, Pabloneli de Sousa Vidal e Jander Heleno
João Leite, Neider Moreira, Pabloneli de Sousa Vidal e Jander Heleno - Foto: Willian Dias
Seu browser não suporta flash player
Presos condenados serão transferidos do presídio de Itaúna
05/07/2013 16h26

Presídio de Itaúna deve ter 48 presos transferidos

Durante visita da Comissão de Segurança Pública, deputados constataram superlotação da unidade prisional.

Compartilhe:
Twitter Facebook
Email Versão para impressão

A transferência de 48 condenados que cumprem pena no presídio de Itaúna foi anunciada pelo superintendente de Articulação Institucional e Gestão de Vagas, Pabloneli de Souza Vidal, durante visita da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) à unidade prisional na manhã desta sexta-feira (5/7/13). Segundo o superintendente, a transferência será autorizada nesta sexta (5), e nos próximos 60 dias, outros 16 presos devem ser transferidos.

De acordo com o superintendente, atualmente o déficit de vagas prisionais no Estado é de 20 mil. O presídio de Itaúna, que tem capacidade para 70 pessoas, encontra-se superlotado, com 203 presos. O pequeno complexo de nove celas, que antes era uma delegacia, já tem mais de 30 anos de uso e encontra-se em más condições. De acordo com o autor do requerimento para a realização da visita, deputado Neider Moreira (PSD), a localização do presídio, bem no centro do município, e a superlotação tornam a situação do local insustentável. “Isso aqui é um barril de pólvora. Já tivemos princípios de rebelião aqui, felizmente reprimidos. Estamos numa zona residencial e os moradores se sentem inseguros”.

Os condenados que serão transferidos não são nativos de Itaúna e serão removidos para suas cidades de origem. Além desses 64 presos, há ainda a solicitação de 22 detentos, que são nativos do município, mas desejam transferência para outras comarcas. “Cinquenta por cento dos presos aqui hoje são por tráfico de drogas e assalto à mão armada. E muitos são jurados de morte. Estes não querem ficar mais em Itaúna. Temos então de estudar para onde irão, se irão, como irão”, explicou o superintendente.

Durante a visita, os presos reclamaram, além da superlotação, do fato de não haver qualquer tipo de distinção entre os detentos, ficando juntos em celas extremamente pequenas aqueles que cumprem regime semi-aberto, condenados por tráfico e detidos por tentativa de furto de cesta básica. Muitos relataram também estarem dormindo nos banheiros, por falta de espaço.

Novo presídio – O deputado Neider Moreira enfatizou a necessidade de serem retomadas as obras de construção do novo presídio de Itaúna, que estão paradas desde 2011. As novas instalações irão acomodar 306 presos e ficarão localizadas na zona rural do município, às margens da estrada entre Itaúna e Divinópolis. De acordo com Pabloneli, a construção deve recomeçar em novembro ainda deste ano e a previsão é de que seja concluída em 2015.

O presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado João Leite (PSDB), disse confiar que as obras serão retomadas em breve, tendo em vista o Projeto de Lei (PL) 4.213/13, que autoriza o Estado a contratar operação de crédito com a Corporação Andina de Fomento (CAF). “Esse recurso será, entre outras coisas, para isso. Minas Gerais não tem um presídio federal. Então temos de fazer o que podemos. Acredito que em breve este problema do município estará solucionado”. Após ficar pronto o novo presídio, o antigo deverá ser demolido e em seu lugar será construída uma delegacia regional de Polícia Civil. Após a visita ao presídio, os parlamentares estiveram também no terreno onde está prevista a construção da nova unidade.

Consulte o resultado da visita


Tópicos:
Últimas Notícias

Notícias

16/01/2017

Assembleia inicia seleção para Galeria de Arte e Teatro

Artes visuais, cênicas e música estão contempladas em dois editais. Artesanato será selecionado posteriormente.

13/01/2017

ALMG e governo se unem em combate contra a febre amarela

Medidas contra o surto da doença no Estado são anunciadas pelo governador durante seminário realizado em Teófilo Otoni.

12/01/2017

Presidente da ALMG apoia evento sobre febre amarela

Seminário é organizado pelo Governo do Estado em reação a mortes causadas pelo vírus em Minas Gerais.

06/01/2017

Cidadania Ribeirinha abre inscrições para profissionais

Serão contratados oito instrutores de campo para atividades de educação ambiental em Januária e São Francisco.

18/01/2017 Procon Assembleia prioriza atendimento presencial
Seu browser não suporta flash player
00:01:55 | Download (1800kb)

18/01/2017 Abertas as inscrições para a Galeria de Arte e o Teatro da Assembleia
Seu browser não suporta flash player
00:02:08 | Download (2015kb)
facebook facebook
Carregando Carregando posts...
Twitter Twitter
Twitter

Infográficos

Em 5 de novembro de 2015, o rompimento da barragem de rejeitos da Samarco destruiu o povoado de Bento Rodrigues, matou 19 pessoas e poluiu o Rio Doce com metais pesados.